Feira da Agricultura Familiar de Jataúba conta com apoio do IPA

O Instituto Agronômico de Pernambuco apoia a realização da primeira Feira da Agricultura Familiar de Jataúba, que reúne sete feirantes. São comercializados plantas frutíferas, ornamentais e medicinais, artesanato, hortaliças e frutas, produtos beneficiados e comidas regionais. Também são parceiros do evento o Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável, Prefeitura Municipal, Secretaria de Agricultura e Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

IPA fortalece agricultura familiar em Fernando de Noronha

Os extensionistas do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) estão na Ilha de Fernando de Noronha com visita de campo. São orientações direcionadas aos agricultores familiares sobre os métodos viáveis de como produzir alimentos.

Nesta quinta-feira (29), os agentes de extensão rural Ana Paula Silva e Manoel Massena cederam entrevista à TV Golfinho, explicando o procedimento da coleta de amostra de terra, de modo que esta demonstração seja a mais representativa do terreno onde vai ser implantada a cultura. Ja o extensionista Ruan Farias está destacando na ilha com os produtores rurais as orientações sobre apicultura.

Os extensionistas explicaram o procedimento da fertilidade do solo e a capacidade em suprir elementos essenciais às plantas. A boa fertilidade implica em suprir quantidades e proporções adequadas de nutrientes para o crescimento e produtividade. Esse é um dos recursos naturais mais importantes na produção agrícola.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Dia do Agricultor e da Agricultora Familiar é comemorado nesta quarta-feira

O Dia do Agricultor e da Agricultora Familiar, criado m 1960 em razão do centenário do Ministério da Agricultura, é comemorado nacionalmente nesta quarta-feira (28). O trabalhador rural está à frente de um dos setores mais pujantes da economia brasileira: a Agropecuária, sendo a Agricultura Familiar responsável por mais 70% dos alimentos que chegam aos lares e mesas dos brasileiros.

Em Pernambuco, o órgão estatal responsável pela assistência ao agricultor e à agricultora familiar é o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA). Com mais de 84 anos de existência, o IPA desenvolve e executa ações nas áreas de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), Pesquisa e Infraestrutura Hídrica, fundamentais para o aparelhamento das propriedades e formação das pessoas que vivem da terra.

“Essa data reforça a importância das pessoas que vivem e trabalham na Agricultura Familiar, contribuindo de forma significativa para o crescimento da macro economia brasileira. Por essa razão, celebramos, juntamente com os agricultores, os avanços no campo, com foco nos desafios a serem superados”, destaca Kaio Maniçoba, presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA). Para o Diretor de Extensão Rural do IPA, Beto Accioly essa profissão é uma das mais nobres. “A conexão dessas pessoas com a terra é passada de geração em geração. Um conhecimento milenar que vem se aprimorando e garantindo alimentação saudável e diversificada”, fala Beto.

Presente em 184 municípios do Estado, incluindo Fernando de Noronha, este instituto desenvolve novas tecnologias e viabiliza o seu acesso ao agricultor e à agricultora de base familiar, atendendo mais de 70 mil famílias por ano. Pernambuco reúne mais de 1 milhão de agricultores de base familiar.

CENSO AGRO- No Censo Agropecuário de 2017, o IBGE registrou que do total de estabelecimentos agropecuários e aquicultores nacionais (5.073,324), 76,8% correspondiam à agricultura familiar (3.897,408), ocupando 23,0% do total da área dedicada a atividades agropecuárias. Esse setor emprega mais de 10 milhões de pessoas, o que representa 67% das pessoas ocupadas no meio rural. Em miúdos, o valor da produção da agricultura familiar é de R$ 107 bilhões, equivalente a 23% de toda produção agropecuária brasileira.

EM PERNAMBUCO, OS DADOS SÃO SEMELHANTES, OS ESTABELECIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR REPRESENTAM 82,58% DO TOTAL DE ESTABELECIMENTOS RURAIS, OU SEJA, SÃO 232 MIL UNIDADES DE PRODUÇÃO FAMILIAR, OCUPANDO 51,92% DA ÁREA EXISTENTE.

LEGISLAÇÃO – Conforme a Lei nº 11.326/2006, é considerado agricultor familiar e empreendedor familiar rural aquele que pratica atividades no meio rural, possui área de até quatro módulos fiscais, mão de obra da própria família, percentual mínimo de renda familiar originada de atividades econômicas do seu estabelecimento e gerenciamento do estabelecimento ou empreendimento pela própria família. O SEGMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR É INTEGRADO POR ASSENTADOS DA REFORMA AGRÁRIA, BENEFICIÁRIOS DO PROGRAMA NACIONAL DE CRÉDITO FUNDIÁRIO (PNCF), QUILOMBOLAS, INDÍGENAS, ARTESÃOS, PESCADORES ARTESANAIS, AQUICULTORES, MARICULTORES, PISCICULTORES, SILVICULTORES, EXTRATIVISTAS, ENTRE OUTROS.

A identificação da agricultura familiar, para fins de acesso às políticas públicas, se dá pela obtenção da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP). De posse da DAP, o agricultor familiar comprova a sua inserção no meio rural, com a declaração descritiva da propriedade e/ou suas atividades econômicas. A DAP permite o reconhecimento do agricultor familiar enquanto ator econômico que desenvolve atividade produtiva no campo.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Live Fala Agricultor/a em homenagem ao Dia da Agricultora e do Agricultor Familiar

O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), por meio da Gerência de Educação e Metodologia de ATER, promove a Live Fala Agricultor/a, em homenagem ao Dia da Agricultora e do Agricultor Familiar, nesta quinta-feira (22), às 16h, Instagram @ipa.pe. Será um bate-papo descontraído, trazendo as experiências de Williana Sousa e Dairan Pereira, apicultores do município de Araripina, sobre Manejo com Alimentação de Enxames, com a mediação do extensionista do IPA, Luiz de Oliveira.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Agricultores familiares recebem sementes do IPA em Santa Cruz do Capibaribe

A Gerência Regional do Instituto Agronômico de Pernambuco, em Caruaru, juntamente com o escritório do IPA no município de Santa Cruz do Capibaribe começou a distribuição de sementes de milho e sorgo do Programa Campo Novo às associações de agricultores familiares.

As sementes são entregues às associações, que repassam para os agricultores. Ao todo Santa Cruz do Capibaribe recebeu 1.000Kg de milho da variedade São José e 400Kg de sorgo. Mas de 233 famílias estão sendo beneficiadas.

No total para o Agreste, foram distribuídos em abril 355.410 quilos de sementes, beneficiando em torno de 60 mil famílias de agricultores familiares do Agreste Central, Agreste Meridional e Agreste Setentrional.

Foram 259.310 quilos de sementes de milho, 50.000 quilos de sementes e sorgo e 46.100 quilos de sementes de feijão. Em todo o estado, foram investidos R$ 4.361.735,00, sendo R$ 1.984.935,00 no Agreste e R$ 2.376.800,00 no Sertão.

Criado em 2019, o Programa Campo Novo tem como foco a entrega das sementes exatamente no início da quadra chuvosa, permitindo o plantio durante esse período no Semiárido do Estado. Só no ano de 2020, o programa distribuiu 75 toneladas de sementes de sorgo, que permitiu o cultivo de 7.500 hectares de sorgo forrageiro, produzindo cerca de 337 mil toneladas de matéria verde.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Agricultores familiares cadastrados no PAA entregam produtos em Bonito

Os extensionistas do escritório do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), na cidade de Bonito, receberam na quarta-feira (31), os produtos agrícolas inseridos no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Os agricultores familiares são das comunidades Mucuri, Mágico, Bananeira do Sul, Água Vermelha e Pratinha, na zona rural do município. Foram entregues milho, abacate, banana prata e comprida, macaxeira, batata doce e cará.

Todos os produtos foram repassados às entidades beneficentes do município. Ao todo são 10 instituições, entre escolas, creches, lar espirita, e PETIS. O objetivo do PAA é colaborar com o enfrentamento da fome e da pobreza no Brasil e, ao mesmo tempo, fortalecer a agricultura familiar.

O Programa de Aquisição de Alimentos é uma das principais políticas de apoio e incentivo à agricultura familiar no Brasil. Por meio dessa iniciativa, agricultores, cooperativas e associações vendem seus produtos para órgãos públicos.

Para o agricultor familiar vender sua produção é necessário possuir a Declaração de Aptidão ao Pronaf ou DAP como é mais conhecida. Com o documento os agricultores familiares são reconhecidos como aptos para participar do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – PRONAF, onde é oferecido algumas vantagens para os agricultores familiares, uma dessas vantagens é a obtenção é o PAA.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Parceria do IPA e Prefeitura de Araçoiaba beneficia agricultores familiares

A terra molhada trouxe esperança para os agricultores de Araçoiaba na Zona Mata Norte do estado. Uma parceria entre o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e a Prefeitura do Município fortaleceu as atividades agrícolas dos produtores rurais, cedendo corte de terra e sementes de milho.

O IPA cedeu o composto orgânico e a prefeitura através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente realizou o transporte dos insumos até a propriedade dos agricultores beneficiados, que ressaltam que os insumos estão chegando na hora certa, dando condições de plantar no momento ideal, alcançando assim bons resultados produtivos.

Os trabalhos da agricultura familiar no município são acompanhados pelo extensionista do IPA Dionísio Melo. O cadastro dos agricultores e levantamento de dados da produção rural realizado pela Assistência Técnica e Extensão Rural do Instituto Agronômico auxiliou diretamente nos serviços e produtos distribuídos.

Obedecendo aos protocolos de segurança devido à pandemia, o agente de extensão Dionísio Melo acompanhou algumas entregas de sementes e corte de terra junto com o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Bruno Santos, e o prefeito Jogli Uchôa.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Homenagem às mulheres que fazem o IPA e Agricultura Familiar

Nossa homenagem a quem, com sua força, delicadeza e sabedoria, transforma tudo ao seu redor em algo encantador.

Parabéns a todas as agricultoras familiares, trabalhadoras rurais, artesãs, pescadoras e as mulheres do IPA, que assumem responsabilidades e representam uma força integrante e vital nos processos de desenvolvimento do campo.

Feliz Dia Internacional da Mulher!

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

IPA participa de evento de Agricultura Familiar em Itambé

O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) participou da 2ª edição do Evento de Negócios da Agricultura Familiar da Mata Norte, realizada em Itambé, nos dias (04) e (05) de dezembro. O IPA contribuiu com minicurso de técnicas de enxertia em sapotizeiro e pitangueira, e ofereceu também orientações técnicas sobre o cultivo e conservação de fruteiras nativas e exóticas.

Os técnicos do IPA ainda divulgaram pesquisas em andamento na Estação Experimental de Itambé sobre variedades de abacaxi resistente a principal doença fusariose. Outros trabalhos como a criação de bovinos e variedades de capim elefante de alto rendimento também foram destaques na feira.

Além do IPA, participaram o SEBRAE, AD Diper e a Prefeitura de Itambé. O encontro foi realizado pela Center Agro (Cooperativa de Agricultores da Mata Norte). O evento seguiu todos os cuidados preventivos para o enfrentamento à covid-19. Todos os participantes usaram máscara de proteção e álcool em gel.

Agricultores e produtores rurais dos municípios vizinhos também participaram do evento com a exposição de seus empreendimentos e as manifestações culturais e artísticas. A feira contou com praça de alimentação, venda de artesanato e produtos orgânicos e atrações culturais. A primeira edição do evento foi realizada em Aliança.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Agricultores familiares começam a colher sorgo plantado com sementes do Programa Campo Novo

OS PRODUTORES RURAIS LIGADOS À AGRICULTURA FAMILIAR, NO AGRESTE DE PERNAMBUCO, COMEÇARAM A PRODUÇÃO DE SILAGEM DE SORGO PARA OS ANIMAIS, CUJAS SEMENTES FORAM DISTRIBUÍDAS NOS MESES DE JUNHO E JULHO DO ANO PELO INSTITUTO AGRONÔMICO DE PERNAMBUCO (IPA), ÓRGÃO VINCULADO À SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO (SDA), POR MEIO DO PROGRAMA CAMPO NOVO DE DISTRIBUIÇÃO DE SEMENTES.

NA ZONA RURAL DE SÃO CAETANO, POR EXEMPLO, CERCA DE 150 FAMÍLIAS RECEBERAM AS SEMENTES. O AGRICULTOR ISRAEL PEDRO DE OLIVEIRA ESTÁ FELIZ, PORQUE A PRODUÇÃO SAIU CONFORME O PLANEJAMENTO. “PARA MIM FOI BOM. RENDEU BASTANTE”, AFIRMOU. O EXTENSIONISTA DO IPA IVANILDO GUERRA DESTACOU QUE O SORGO TEM GRANDE VANTAGEM EM COMPARAÇÃO COM O MILHO, PORQUE É MAIS RESISTENTE À SECA E TEM UM NÍVEL DE PRODUTIVIDADE MAIOR. “NÓS TEMOS EXPERIÊNCIA ONDE O SORGO PLANTADO JUNTO COM O MILHO RENDEU TRÊS VEZES MAIS”, RESSALTOU O EXTENSIONISTA.

O CICLO NORMAL DO SORGO SEGUE ATÉ 120 DIAS, MAS ASSIM COMO SUA ÉPOCA DE PLANTIO, VARIA DEPENDENDO DO CULTIVAR E DO LOCAL ONDE É PLANTADO. O FORRAGEIRO TEM PORTE ALTO, MUITAS FOLHAS, PANÍCULAS ABERTAS, COM POUCAS SEMENTES E ELEVADA PRODUÇÃO DE FORRAGEM. É MUITO USADO PARA PRODUÇÃO DE SILAGEM. O SORGO PARA CORTE E PASTEJO TEM FOLHAS ABUNDANTES. É UTILIZADO COMO FORRAGEM FRESCA, PARA CORTE VERDE OU PASTEJO DIRETO DO GADO.

O SORGO PODE SER PLANTADO NO SISTEMA CONVENCIONAL OU NO SISTEMA DE PLANTIO DIRETO. NO PREPARO DE SOLO CONVENCIONAL, UTILIZA-SE UMA ARAÇÃO E DUAS GRADAGENS, SENDO UMA FEITA LOGO APÓS A ARAÇÃO COM O OBJETIVO DE REDUZIR OS TORRÕES E A SEGUNDA COM O OBJETIVO DE NIVELAR A ÁREA PARA POSTERIOR SEMEADURA.

O SORGO PRODUZ SILAGEM BEM PRÓXIMA À DO MILHO. EMBORA TENHA MAIOR TEOR DE FIBRA, OS GRÃOS PROPORCIONAM MENOR TEMPO DE DIGESTÃO. SUA SILAGEM SUSTENTA BEM ANIMAIS COM POTENCIAL PRODUTIVO DE ATÉ 18 LITROS DE LEITE/DIA. A VANTAGEM DO SORGO EM RELAÇÃO AO MILHO É QUE A PLANTA É MAIS TOLERANTE A VERANICOS – PERÍODOS DE ESTIAGEM, ACOMPANHADO POR CALOR INTENSO, FORTE INSOLAÇÃO E BAIXA UMIDADE RELATIVA EM PLENA ESTAÇÃO CHUVOSA OU EM PLENO INVERNO.

CAMPO NOVO – O PROGRAMA CAMPO NOVO DISTRIBUIU ESTE ANO 810 TONELADAS DE SEMENTES EM TODO O ESTADO, ENTRE SEMENTES DE MILHO, FEIJÃO E SORGO FORRAGEIRO, COM UM INVESTIMENTO TOTAL DE R$ 4,40 MILHÕES. DO TOTAL DISTRIBUÍDO, 460 TONELADAS FORAM DESTINADAS AOS AGRICULTORES FAMILIARES DO SERTÃO PERNAMBUCANO, ENTRE OS MESES DE JANEIRO E MARÇO, E 350 TONELADAS AOS MUNICÍPIOS DO AGRESTE E ZONA DA MATA, ENTRE OS MESES DE ABRIL E MAIO.

Fonte: Núcleo de Comunicação do IPA

Leia Mais