Conselho Administrativo do IPA se reúne com diretoria do instituto

Aconteceu nesta quarta-feira, 10 de julho, a reunião do Conselho do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), na sala do conselho da sede do IPA. O encontro reuniu conselheiros e diretores do instituto para discutir medidas e apresentar as ações em andamento nas diversas áreas do IPA. A presidente do IPA, Ellen Viégas, conduziu a reunião junto ao presidente do Conselho, Pedro Neves, Diretor-Geral de Fomento, Inovação e Arranjos Produtivos da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (ADEPE).

Durante a reunião, os diretores do IPA fizeram apresentações detalhadas sobre as atividades e iniciativas em suas respectivas áreas. Foram abordadas questões financeiras, projetos de pesquisa, atividades de extensão rural e infraestrutura hídrica. A sessão foi uma oportunidade para os conselheiros se atualizarem sobre o progresso e os desafios enfrentados pelo instituto.

A reunião contou com a presença do diretor de pesquisa Henrique Castelletti, da diretora de Extensão Rural, Alcineide Nascimento, da diretora de infraestrutura hídrica Auridan Marinho, do diretor de administração e finanças Carlos Ramalho, e do assessor da governadora Raquel Lyra, Bruno França, além da representante dos servidores do IPA, Silvana Lemos.

Leia Mais

IPA avalia produção de Feijão em Calçado e São João

Nesta segunda (09), o técnico do IPA, Silvio, em conjunto com Adgeane, técnica da Secretaria de Agricultura do município de Calçado, realizaram uma avaliação detalhada da produção de feijão no município. Durante a visita, eles estiveram na propriedade de Lúcia Pereira, localizada no sítio Mine, onde analisaram a situação da plantação de feijão e discutiram as práticas agrícolas utilizadas.

Calçado, juntamente com o município vizinho de São João, foi beneficiado com a distribuição de 14 toneladas de sementes de feijão pelo programa de apoio do governo estadual. Este benefício é crucial, pois Calçado e São João são responsáveis por cerca de 60% da produção de feijão do estado de Pernambuco. O suporte técnico oferecido pelo IPA, aliado à distribuição de sementes, tem sido fundamental para garantir uma boa safra e otimizar a produtividade dos agricultores locais.

Leia Mais

IPA inaugura estande exclusivo na 24ª Fenearte

Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) marca presença na 24ª Fenearte e, pela primeira vez, com estande exclusivo na feira. Os visitantes podem, inclusive, acessar um QR Code e ter acesso a uma série de informações sobre serviços prestados pelo Instituto, como pesquisas e assistência técnica, além de ações de infraestrutura hídrica por todo o estado. Também poderão conhecer o trabalho dos agricultores e agricultoras de café, da Associação dos Cafeicultores de Triunfo, no sertão pernambucano.

Os estandes do IPA são os de número 436 e 437. Eles estão localizados na Rua 18, vizinhos ao estande de Suape.

Leia Mais

Mutirão do CAF no Quilombo Castainho

Também na quarta-feira, a presidente do IPA, Ellen Viégas, participou do Mutirão do Cadastro Nacional da Agricultura Familiar (CAF) na comunidade quilombola do Castainho, em Garanhuns, uma das mais tradicionais e resilientes de Pernambuco. 

Ellen Viégas levou toda a diretoria para o evento.  Alcineide Oliveira, da Extensão Rural, Auridan Coutinho, Infraestrutura Hídrica, Henrique Casteletti, Pesquisa e Desenvolvimento e Carlos Ramalho, Administração e Finanças. Também marcaram presença o assessor especial do governo de Pernambuco, Bruno França, o gerente da regional do IPA, Emanuel Marçal, o coordenador do PAA no estado, Isaque Nascimento, além de vários técnicos e extensionistas. 

O certificado, que é um documento essencial para que os agricultores possam  participar de editais e dos programas do governo, foi entregue a 50 pessoas. Uma delas foi Cintia Mendes Barbosa, produtora de mandioca, macaxeira e feijão. “Esse papel mostra que eu sou de fato uma agricultura. Vai fazer uma grande diferença”, disse ela.

O presidente da Associação Quilombola do Castainho, José Carlos, destacou o momento de crescimento da comunidade, a importância do trabalho que a governadora Raquel Lyra está desenvolvendo em Pernambuco e a importância do apoio do IPA. “Uma das coisas que estamos falando muito nas comunidades é o crescimento e o desenvolvimento da produção da agricultura. Sabemos que quando temos um bom inverno é tempo de fartura para nós”. 

O agricultor Juscelino Mendes, também integrante da diretoria da Associação, disse que o CAF significa melhoria da qualidade de vida para a comunidade e oportunidade para evitar o êxodo rural, quando cria oportunidades no campo, sobretudo para os jovens.  

E se depender de boas notícias, os moradores do Castainho podem mesmo ficar otimistas. A comunidade também deverá ser contemplada, pelo IPA, com o Kit Irrigação, um sistema que viabiliza, com eficiência, a implantação de hortas comunitárias.  

Leia Mais

PAA Quilombola é implantado em Pernambuco

O Programa de Aquisição de Alimentos para Quilombolas (PAA), do Governo Federal,  já está implantado em Pernambuco. A presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Ellen Viégas, fez o lançamento oficial nesta quarta-feira (26), na comunidade  Sítio Angicos, em Bom Conselho, no agreste do estado, em meio a comemorações e apresentações culturais.   

O investimento total é de R$1,5 milhão e vai garantir que produtos de qualidade cheguem à mesa de 5.365 pessoas nos municípios de Águas Belas ,Bom Conselho,Lagoa dos Gatos,Lagoa Grande, Mirandiba, Passira ,Rio Formoso, Santa Maria da Boa Vista e Sertânia. 

 Serão contempladas, de acordo com Ellen Viégas, 22 entidades socioassistenciais e escolas cadastradas em territórios quilombolas pelos extensionistas do IPA. 

A presidente explicou a relevância dessa iniciativa. “É uma entrega muito importante para o Governo de Pernambuco, com produtos de excelência e que garantem a segurança alimentar para muita gente”, ressaltando, ainda, que  os alimentos serão adquiridos de 187 agricultores familiares quilombolas.

A representante do Movimento Quilombola em Pernambuco, Márcia do Angico, destacou  a importância de o número maior de contemplados ser formado por mulheres. Já o presidente do  Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea-PE), Gilmar Câmara, apontou a necessidade de enfrentar, com programas como esse, uma adversária voraz, que é a fome. 

O presidente das comunidades quilombolas de Bom Conselho, Erivaldo Soares, disse que é um momento especial uma vez que o PAA é específico para esse público. O representante da Fetape, Tavares Leite, disse que é preciso construir juntos o Brasil que o povo tanto precisa.  

A agricultora familiar Margarida Soares da Cruz é uma das contempladas. Ela disse que já participou de outras edições do PAA, mas avalia que esse é especial. “Acho que vai ser muito bom pra gente e para as comunidades vizinhas. A expectativa é muito boa”.

Leia Mais

Sertão Vivo injeta R$ 300 milhões no Semiárido e beneficia 75 mil famílias

O São João chega com boas novas para o meio ambiente e para 75 mil famílias de pequenos produtores distribuídos em 55 municípios de Pernambuco. A governadora do Estado, Raquel Lyra, e o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, lançaram nesta quinta-feira (20) o projeto Sertão Vivo. A execução será de responsabilidade do Instituto Agronômico de Pernambuco.

O investimento é de R$300 milhões em ações para reduzir o impacto da mudança climática na região do Semiárido e garantir a segurança alimentar e nutricional de homens e mulheres do campo. O prazo de execução é de 60 meses.

O Sertão Vivo – que foi apresentado pela presidente do IPA, Ellen Viégas na solenidade – é uma parceria entre o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), da Organização das Nações Unidas (ONU). Pernambuco foi selecionado no edital do Banco, em 2023.

Estão previstas, segundo Viégas, ações que contemplem a adoção de tecnologias de captação, armazenamento e reuso da água. A diversificação da produção agrícola – com aumento da produtividade e restauração de biomas – o aumento da capacidade de resistir aos eventos de seca e redução da emissão de gases de efeito estufa integram o elenco de iniciativas que também estão no escopo do projeto.

Serão priorizados municípios com maior incidência de pobreza rural, vulnerabilidade climática e exposição histórica à seca.

O grupo de beneficiários finais do projeto será constituído, entre outros, por agricultores assentados da reforma agrária e comunidades tradicionais, tais como quilombolas, ribeirinhos e povos indígenas.

Pessoas como Josefa Quiteria dos Santos, agricultora de Capoeira, no Agreste do Estado. Ela ficou feliz da vida com essa nova janela de oportunidades e apoio. “Esse projeto só nos fortalece. O agricultor é muito sofrido, mas nós somos pessoas fortes e determinadas. Só precisamos de um olhar diferente para a gente entender que a gente pode fazer propriedades sustentáveis com o que temos nas mãos”.

Além de Josefa, que falou em nome dos beneficiados, participaram do evento outros 50 agricultores e agricultoras e representantes de conselhos de vários municípios que serão contemplados pelo Sertão Vivo.

INDICADORES
Dos 184 municípios pernambucanos, a maioria (137) encontra- se no Semiárido. Isso equivale a 75% do território estadual. Quanto à geologia da região, 80% compõem o embasamento cristalino, geralmente formando solos rasos e água de subterrâneo salinizada (imprópria para o consumo humano e animal, e para a irrigação).

A população rural do Semiárido de Pernambuco possui um modo de vida baseado na agricultura de subsistência e na pecuária extensiva.

O Projeto Sertão Vivo chega, portanto, como importante instrumento para minimizar os efeitos dessas adversas condições da região.

Fotos: Cláudio Carvalho

Leia Mais

IPA e Embrapa Solos firmam acordo para construção de barragens subterrâneas em 57 municípios do Sertão e Agreste pernambucano

O Instituto Agronômico de Pernambuco vai firmar Acordo de Cooperação Técnica com a Embrapa Solos para identificação de áreas para a construção de barragens subterrâneas nas Mesorregiões do Sertão e do Agreste pernambucano. Serão analisados terrenos em 57 municípios.

As equipes de técnicos das duas instituições irão fazer uma análise de aluviões – que são depósitos de matérias orgânicas e inorgânicos deixados pelas águas – com potencial para construção das barragens. O acordo também prevê a capacitação de técnicos locais. Que após o treinamento, serão multiplicados para as famílias de agricultores.

As tratativas aconteceram em reunião realizada na última sexta-feira (14), na Embrapa Solos.

A nossa diretora de Infraestrutura Hídrica, Auridan Coutinho, diz que será elaborado um Plano de Trabalho para elencar as responsabilidades de cada instituição, com prazos e metodologias que serão usadas. Com objetivo de acelerar e melhorar o desempenho do ponto crucial, a locação das barragens.

Por parte do IPA, também participaram a Gerente do Departamento de Engenharia Rural, Ana Cristina Almeida de Oliveira Figueiredo, o engenheiro Civil, Esli Lima da Silva, e o engenheiro Civil Osvaldo Janot Cabral Batista, que é o técnico que mais construiu barragens em todo o estado de Pernambuco.

Pela Embrapa Solos UEP Recife, participaram os Pesquisadores Flávio Adriano Marques (Coordenador Técnico), Maria Sonia Lopes da Silva, Manoel Batista de Oliveira Neto e José Coelho de Araújo Filho.

Leia Mais

IPA marca presença em encontro com Embaixador da China para fortalecer cooperação e desenvolvimento regional

Nesta sexta-feira (14), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco foi palco de uma importante visita do embaixador da China, Zhu Qingqiao. Este evento marcou a quinta oportunidade em 2024 que o governo de Pernambuco esteve em contato direto com representantes chineses, sublinhando a importância crescente dessa relação.

O embaixador Zhu Qingqiao ressaltou em sua fala a cooperação destinada ao desenvolvimento não só de Pernambuco, mas de toda a região Nordeste. Ele aproveitou a ocasião para convidar os secretários e a governadora de Pernambuco a visitarem a China, visando aprofundar os laços e explorar novas oportunidades de colaboração.

A cônsul chinesa, Sra. Lan Heping, também participou do encontro, destacando a já estabelecida parceria entre Pernambuco e a província de Sichuan. Ela apresentou materiais sobre a associação de empresas chinesas no Brasil, enfatizando o potencial para futuras colaborações e investimentos.

O evento contou com a presença de representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, ADEPE, IPA e FIEPE, todos unidos para enfatizar as vantagens competitivas e as oportunidades de negócios na região, cada um em sua área.

O IPA, representado pelo diretor de Administração e Finanças, Carlos Ramalho, e pelo diretor de Pesquisa, Henrique Castelletti, realizou uma apresentação detalhada de suas ações, incluindo pesquisas, distribuição de sementes e execução de programas de fomento e crédito como o PAA. Projetos importantes que estão em fase de desenvolvimento, como o PE Agroecológico e o Sertão Vivo também foram destacados, juntamente com a FIPAGRI, que sintetiza o trabalho do IPA em apoiar o agricultor familiar pernambucano.

Em comentário após apresentação do IPA, o embaixador Zhu Qingqiao elogiou a FIPAGRI, destacando-a como uma oportunidade promissora para o sucesso do e-commerce. Ele enfatizou a importância de criar uma estrutura logística para escoar as produções do interior, promovendo o desenvolvimento das regiões afastadas dos centros urbanos.

Leia Mais

Presidente do IPA Participa do 22º Fórum Nordeste da Agricultura Familiar e Discute SUATER

A nossa presidente, Ellen Viégas, participa, em São Luís do Maranhão, do 22º Fórum Nordeste da Agricultura Familiar Eugênio Pessoa. O assunto em destaque é a instituição do Sistema Unificado de Assistência Técnica e Extensão Rural (SUATER), que será um instrumento de garantia, acesso e fomento ao desenvolvimento da agricultura familiar no país.

O IPA, como se sabe, tem ampla expertise na área e atua fortemente neste segmento produtivo. De acordo com o documento intitulado Carta de São Luís, divulgado no fórum, a agricultura familiar é a “espinha dorsal da segurança alimentar no país”, sendo responsável pela produção de alimentos saudáveis, além da geração de emprego e renda para milhares de brasileiros.

Sendo assim, o fórum também traz algumas preocupações e trata de questões vitais, tais como mudanças climáticas e recursos naturais, que impactam na agricultura familiar, sobretudo no Nordeste. A região, de acordo com especialistas, já sente tais transformações, que se manifestam através de secas mais prolongadas, enchentes e da degradação do solo.

Leia Mais

Climatologista do IPA Participa de Debate na Rádio Jornal

A climatologista Francis Lacerda, pesquisadora do IPA, esteve na manhã desta quinta-feira, 13 de julho, no programa “Debate da Super Manhã” da Rádio Jornal. O tema abordado foi “O clima atual e as manifestações climáticas: causas e consequências”, proporcionando uma discussão aprofundada sobre as mudanças climáticas e seus impactos.

Ouça o debate na íntegra:

Leia Mais