IPA realiza reunião com gerentes regionais para avaliar o Programa Alimenta Brasil no estado

O presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Weidson Marinho, participou nesta terça-feira (28) de uma reunião de monitoramento com todos os 12 gerentes regionais e seus supervisores para avaliar a edição 2020/2022.

Participaram do encontro, o coordenador estadual, Isaque Albuquerque, a assessora da presidência Silvana Lemos, o gerente do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural – (DEAT) Maviael Fonseca e o assistente da Diretoria de Extensão Rural, Otacílio Monteiro.

Os gerentes regionais destacaram os trabalhos que estão sendo realizados, no âmbito do programa e ressaltaram as demandas de compra e entrega dos produtos para as instituições dos municípios que trabalham com pessoas em insegurança alimentar. O valor da chamada é de quase R$ 5 milhões. Atualmente 1.458 agricultores familiares são beneficiados com o programa, juntamente com 339 entidades, em todo o estado, beneficiando mais de 100 mil pessoas

O Programa Alimenta Brasil é o programa de aquisição de alimentos do Governo Federal, que tem como finalidade ampliar o acesso à alimentação aos indivíduos insegurança alimentar e incentivar a produção de agricultores familiares, pescadores artesanais, povos indígenas e demais populações tradicionais.

Por meio de dispensa de licitação, o poder público compra alimentos produzidos por esses agricultores e os destina às famílias em situação de insegurança alimentar incluídos nas redes socioassistencial, escolas públicas, unidades de saúde, unidades de internação socioeducativas e prisionais, entre outras. O IPA já está agilizando o andamento de uma nova proposta para mais uma edição.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Fotos: Adriano Manoel

Leia Mais

Pesquisador do IPA ministra palestra no II Congresso Regional de Zootecnia

O pesquisador do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Fernando Lucas Torres Mesquita, irá ministrar nesta quinta-feira (30), às 9h, durante o II Congresso Regional de Zootecnia, a palestra Maximização da reprodução em caprinos e ovinos. A participação é a convite do presidente do 2° Conselho Regional de Zootecnia, Danilo Teixeira Cavalcante.

Com o tema A Zootecnia e seu papel na organização e inovação da cadeia produtiva, o II Congresso Regional de Zootecnia ocorre nesta quinta-feira (30) e sexta-feira (01/07), em Garanhuns. Participam estudantes de pós-graduação, estudantes de graduação e ensino médio e profissionais das ciências agrárias.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

IPA dá assistência à exposição de animais em Ingazeira

O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) marcou presença e prestou total apoio na realização 8ª edição da Feira de Caprinos e Ovinos de Ingazeira (Fecaprio), no Sertão do Pajeú, que se encerrou nesse sábado (25). Após vários anos sem a realização do evento, por causa da pandemia, a feira recebeu um público recorde, incluindo criadores, agricultores familiares e expositores.

A exposição que gera oportunidades e fortalece a agropecuária sertaneja contou com mais de 500 animais, principalmente da região do Pajeú e Moxotó. A Fecaprio promove rodadas de negócios e premiações para os participantes, além de reunir as principais instituições financiadoras e de pesquisa, como Banco do Nordeste e Instituto Agronômico. A prefeitura ainda promoveu shows abertos ao público.

Este ano, foram alcançados recordes em números de participantes e obviamente das baias para agrupar os animais. Segundo o Coordenador Jailson Cordeiro, esta foi a maior de todas as feiras. A gestão municipal montou uma grande estrutura, oferecendo serviços nas área de Assistência Social e na Saúde, com estandes para atender os participantes e a população.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Vendas ultrapassam expectativa de agricultores familiares da FENAFES, em Natal

A delegação de Pernambuco comercializou na I Feira Nordestina da Agricultura Familiar e Economia Solidária, (FENAFES), em Natal, o valor de R$ 31.604,00. Isso representa 46% do material que os agricultores familiares levaram para comercialização no “Espaço Pernambuco”. Ao todo, 56 produtores rurais de Pernambuco marcaram presença junto com 24 entidades de movimentos sociais. De acordo com organização da Fenafes mais de 12 pessoas visitaram o espaço, e esse mesmo público conheceram os produtos pernambucanos.

A participação dos agricultores foi organizada pela Extensão Rural do Instituto Agronômico de Pernambuco em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco (SDA). O “Espaço Pernambuco” na foi destaque na FENAFES, que contou com dois estandes um na entrada principal e outro na área central do evento, destacando os produtos da agricultura familiar.

A feira estava bem representada com os produtos pernambucanos. Do artesanato de Passira, exposto pela agricultura Mocinha da Pamonha, às peças de couro produzidas em Serrita pelos agricultores e artesãos Geovani Lopes e Luiz Felipe Lira.

“A feira foi sensacional, estamos mostrando nosso trabalho, certamente o pós-feira irá trazer muitos resultados. As pessoas estão encantadas com nossas peças, porque todos nossos produtos são feitos à mão, feitos com zelo e dedicação”, disse Felipe.

As peças de barro feitas por Maria dos Santos e Maria de Lourdes da Silva, ambas do distrito de Conceição das Crioulas, em Salgueiro, e o licores produzidos por Ângela Santos de Mirandiba também receberam muitos visitantes durante o evento, realizado de 15 a 19, no Centro de Convenções Potiguar. A II FENAFES deve ser realizada nos estados do Piauí ou Pernambuco, em 2024.

Leia Mais

Vendas da Agricultura de Pernambuco superam expectativas na I Fenafes, em Natal

Do queijo produzido em Afrânio ao destilado de umbu natural de Parnamirim, no penúltimo dia na I Feira Nordestina da Agricultura Familiar, em Natal,  os agricultores familiares já estavam satisfeitos pelas vendas dos produtos e pelo grande número de visitantes que receberam no estande durante o evento.

Pernambuco participa com mais os demais estados do Nordeste, e se destaca pelo número de agricultores e visitantes. Até este sábado (18), as vendas da delegação já tinham alcançado R$ 9.100, isso representa 37,5%, referente a dois dias de feira. A I FENAFES conta com 56 agricultores e 24 organizações sociais, associações, cooperativas e grupos formais, que lidam com os produtores rurais.

O Espaço Pernambuco destaca-se com os produtos da terra, que tem tradição da capital ao Sertão, como o queijo e a manteiga de garrafa de Afrânio, o inhame e a bata-doce produzidos nos quatro cantos do estado, o destilado de umbu de Parnamirim, o mel, as sementes crioulas e os licores de frutas de Mirandiba, o rico e detalhado bordado de Passira, as atraentes peças artesanais de barro da comunidade de Conceição das Crioulas, em Salgueiro, e as belíssimas peças de couro (chapéu, cinto, carteira) produzidas em Serrita, no Sertão Central.

Pernambuco marca presença com 1300 produtos variados, inserindo o artesanato, o bordado, fitoterápicos, as peças de couro de Serrita e as de barro do distrito de Conceição das Crioulas em Salgueiro, e 9.200kg de frutas com a inserção do queijo de Afrânio e as variadas frutas, verduras e hortaliças dos quatro cantos do estado.

O evento tem como objetivo fortalecer iniciativas de integração de políticas públicas em torno do Programa de Alimentos Saudáveis do Nordeste e promover o intercâmbio de políticas públicas entre governos e movimentos sociais, além de fortalecer o cooperativismo e oferecer formação, por meio de oficinas e cursos sobre acesso à terra, produção de alimentos saudáveis e agroecologia.

A feira também é considerada um espaço estratégico para reafirmação da identidade cultural da região, divulgação de saberes e sabores que marcam e caracterizam o povo nordestino, e conta com a cozinha “Sabores da Terra” e Festival Gastronômico, além de programação cultural com shows de artistas de destaque regional e nacional. 

Pelo resultado satisfatório mostrado durante o evento, o estado de Pernambuco, pode receber a II Feira Nordestina da Agricultura Familiar e Economia Solidária, a ser realizada nos próximos dois anos, que está indefinido entre Piauí e Pernambuco.

.A norte-americana Camy Condon visitou o espaço Pernambuco, e provou do destilado de umbu. “Impressionante o sabor, conheço alguns tipos de bebida brasileira, não conhecia a do umbu. Parabéns aos pernambucanos que só produzem maravilhas, certamente isso movimento a economia  local e fortalece a agricultura familiar”, ressaltou.

O agricultor Manoel Neto estava na feira com a sua própria produção, mel de abelha italiana, acompanhado de licor. “A feira me apresentou grandes e potenciais clientes, estou fazendo muitos contatos e isso certamente irá ter um pós-feira satisfatório, além disso também estou vendendo bastante”, ressaltou, o agricultor de Dormentes, no Sertão de Pernambuco.

Leia Mais

Estande do IPA impressiona público da FENAFES, em Natal

O estande institucional do Governo do Estado, representando pelo Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Agrário, vem chamando a atenção do público e da organização da I Feira Nordestina da Agricultura Familiar e Economia Solidária (FENAFES).

O espaço vem recebendo um grande número de visitantes e muitos elogios. O projeto reúne elementos característicos de Pernambuco e encanta pela beleza e funcionalidade.

“Entrar no estande do IPA é vivenciar a essência pernambucana e esse é objetivo, já que representamos a Agricultura Familiar com toda a sua riqueza e pluralidade. Além disso, destaco os produtos em exposição, que são de excelente qualidade”, destaca o secretário de Desenvolvimento Agrário, Luis Eduardo Antunes.

Toda criação de layout, estrutura e gestão dos estandes institucional e do Espaço Pernambuco, destinado as agricultoras e agricultores familiares, foi da Diretoria de Extensão Rural, Pesquisa e do Núcleo de Comunicação do IPA.


Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Paulo Câmara e Lula visitam estande do IPA na I FENAFES, em Natal

O estande do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), localizado na área principal da I Feira Nordestina de Agricultura Familiar e Economia Solidária, (FENAFES), no Centro de Convenções de Natal, recebeu nesta quinta-feira (16), do governador Paulo Câmara e o ex-presidente Lula com a esposa Janja, e o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Cerca de 800 agricultores familiares estão no Centro de Convenções participando da feira. Já de Pernambuco são 80 produtores familiares de vários municípios expondo seus produtos, como mel, queijo, artesanato, frutas, e hortaliças, sobre a orientação da Extensão Rural do Instituto Agronômico e a Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA). A FENAFES é uma iniciativa da Câmara Temática da Agricultura Familiar. O evento contou com a participação de representantes de várias entidades sociais, como a União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (UNICAFES).

Foram investidos na I FENAFES R$ 640 mil em estrutura por parte do Governo do Rio Grande do Norte e R$ 750 mil na investidos na programação cultural por meio da Fundação José Augusto. O evento tem como objetivo fortalecer iniciativas de integração de políticas públicas em torno do Programa de Alimentos Saudáveis do Nordeste e promover o intercâmbio de políticas públicas entre governos e movimentos sociais, além de fortalecer o cooperativismo e oferecer formação, por meio de oficinas e cursos sobre acesso à terra, produção de alimentos saudáveis e agroecologia.

A feira também é considerada um espaço estratégico para reafirmação da identidade cultural da região, divulgação de saberes e sabores que marcam e caracterizam o povo nordestino, e conta com a cozinha “Sabores da Terra” e Festival Gastronômico, além de programação cultural com shows de artistas de destaque regional e nacional. 

Fotos: Adriano Manoel

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

IPA é destaque na I Feira Nordestina da Agricultura Familiar e Economia Solidária

O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) participa da I Feira Nordestina da Agricultura Familiar e Economia Solidária (FENAFES), com uma delegação de 80 integrantes, entre expositores, grupos informais e representantes de organizações formais de produtores. As articulação e indicações foram coordenadas pelo IPA, UNICAFES, Via do Trabalho, Caatinga/ASA, e MSTO. O evento é totalmente gratuito.

A mostra começa nesta quarta-feira (15) e segue até domingo (19), no Centro de Convenções de Natal, no Rio Grande do Norte. A solenidade de abertura está programada para as 18h, mas a programação desta quarta já começou às 9h com o 2º Encontro de Mulheres Rurais do Nordeste.
À tarde, das 14h30 às 17h, ocorrerá a reunião do Fórum dos Gestores e Gestoras da Agricultura Familiar do Nordeste. As atividades formativas começam pela manhã e a feira, propriamente dita, funcionará das 16h às 22h.
O evento conta com dois palcos, um coreto na parte interna, que funcionará a partir das 16h, e o palco externo com apresentações previstas a partir das 18h com artistas populares. Já estão confirmados os nomes de Lia de Itamaracá, Mariana Aydar, Mestrinho, Carlinhos Zens, Cida Lobo, Circuito Musical, Zé Hilton, Maciel Salú e Siba.
A programação oferece ainda degustação e venda de produtos da agricultura familiar e da economia solidária, festival gastronômico, encontros, palestras, seminários e muitas atrações culturais.
A organização estima que a primeira edição da Fenafes deve ter participação de mais de 150 cooperativas e associações, somando mais de 500 expositores. No total, cerca de 10 mil participantes são esperados no Centro de Convenções de Natal nos cinco dias de evento.
O evento pretende fortalecer iniciativas que garantam a integração de políticas públicas articuladas em torno do Programa de Alimentos Saudáveis do Nordeste (PAS/NE). Além disso, pretende oferecer um espaço de troca de experiências sobre políticas públicas de apoio à agricultura familiar já em curso na região, envolvendo governos e movimentos sociais, além de fortalecer o cooperativismo solidário e o processo de comercialização.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Pernambuco participa da I Feira Nordestina da Agricultura Familiar e Economia Solidária

Pernambuco participa da I Feira Nordestina da Agricultura Familiar e Economia Solidária (FENAFES), a ser realizada de 15 a 19 de Junho, no Centro de Convenções de Natal, no Rio Grande do Norte.

A delegação pernambucana será formada por cerca de 80 integrantes, entre agricultoras agricultores familiares, artesãos, produtores de especiarias, dentre outros, e conta com apoio do Governo do Estado de Pernambuco, por meio do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA).

Outras organizações, como a União de Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária do Estado de Pernambuco (UNICAFES PE), a Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA), e o Movimento dos Sem Terra (MST) também formaram os seus grupos representativos de cooperativas e associações de diversas regiões do estado.
Artistas da cultura pernambucana apresentam-se no palco da FENAFES. Maciel Salú, Siba e Lia de Itamaracá levam a expressão artística local para alegria do grande público.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

IPA realiza palestra sobre “Agricultura Orgânica”, em Vitória de Santo Antão

O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) realizou na segunda-feira (06), na comunidade de Mocotó, em Vitória de Santo Antão uma oficina sobre “Agricultura Orgânica”. O objetivo é implementar conhecimentos e orientações para os produtores de orgânicos que comercializam em feiras de produtos de orgânicos.

Agricultura Orgânica é um processo produtivo comprometido com a organicidade e sanidade da produção de alimentos vivos para garantir a saúde dos seres humanos, razão pela qual usa e desenvolve tecnologias apropriadas à realidade local de solo, topografia, clima, água, radiações e biodiversidade própria de cada contexto, mantendo a harmonia de todos esses elementos entre si e com os seres humanos.

A palestra teve o comando do extensionista Roberto Félix, do gerente de inspeção vegetal da ADAGRO, do engenheiro agrônomo Jurandir Barros e do pesquisador do IPA  Luiz Evandro da Estação de Vitória e do secretário de Agricultura de Vitoria, José Cláudio. Mais de 30 agricultores familiares participaram do encontro.

As práticas da agricultura orgânica, assim como as demais sob a denominação de biológica, ecológica, biodinâmica, agroecológica e natural, comprometidas com a sustentabilidade local da espécie humana na terra, implicam em:

  1. Uso da adubação verde com uso de leguminosas fixadoras de nitrogênio atmosférico;
  2. Adubação orgânica com uso de compostagem da matéria orgânica, que pela fermentação elimina microorganismos como fungos e bactérias, eventualmente existentes em estercos de origem animal, desde que provenientes da própria região;
  3. Minhocultura, geradora de húmus com diferentes graus de fertilidade; manejo mínimo e adequado do solo com plantio direto, curvas de níveis e outras para assegurar sua estrutura, fertilidade e porosidade;
  4. Manejo da vegetação nativa, como cobertura morta, rotação de culturas e cultivos protegidos para controle da luminosidade, temperatura, umidade, pluviosidade e intempéries;
  5. uso racional da água de irrigação seja por gotejamento ou demais técnicas econômicas de água contextualizadas na realidade local de topografia, clima, variação climática e hábitos culturais de sua população.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais