Extensionista do IPA participa de elaboração de Guia para implantação de hortas urbanas e periurbanas

A gerente do Departamento de Educação e Metodologia de Extensão Rural (DEEM), Ana Paula Silva, fez parte do comitê técnico e diretivo do guia “Agendas municipais de agricultura urbana e periurbana: um guia para inserir a agricultura nos processos de planejamento urbano”, cujo objetivo é orientar municípios e subsidiar o processo de tomada de decisão para fortalecer as Hortas Urbanas e Periurbanas, avançando na institucionalização dessa agenda e fortalecendo as iniciativas em curso para que elas se multipliquem ganhem escala.

Coordenado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDS e execução da Fundação Getúlio Vargas – FGV, o processo de elaboração/publicação deste documento colocou o Brasil em uma posição pioneira e inédita, ao ser o primeiro país a elaborar um guia para agendas municipais de agricultura urbana e periurbana em contexto nacional, e contribuiu para a concretização do Novo Programa Nacional de Agricultura Urbana e Periurbana, instituído pelo Decreto n° 11.700, que a partir de 2023 passou a ser executado no âmbito de quatro ministérios – MDS, MDA, MMA e MTE. Esse é um sinal importante do potencial que as cidades brasileiras possuem para produzir alimentos, gerar empregos e assegurar a geração de serviços ecossistêmicos.

Confira o guia nos arquivos abaixo, sendo o primeiro o documento que foi lançado fisicamente, e o segundo o documento que contem a participação do IPA, especificamente.

Leia Mais

Agricultores da comunidade quilombola do Sítio do Fragoso, em Lagoa dos Gatos, recebem visita técnica do IPA

Os técnicos estiveram no local na última terça-feira

Agricultores e agricultores da comunidade quilombola do Sítio Fragoso, em Lagoa dos Gatos, receberam, na última terça-feira (5), a visita de uma equipe de agrônomos e técnicos do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA). Eles atenderam um pedido dos próprios quilombolas, que solicitaram a assistência técnica do IPA para melhorar cultivo de suas plantações.

Além da visita à área, os agricultores/as participaram de uma palestra, na qual os técnicos passaram informações mais detalhada sobre plantio e cultivo. No sítio, 12 famílias quilombolas cultivam tomate, hortaliças, banana, entre outros produtos.

O grupo, inclusive, foi cadastrado pela equipe do IPA para fornecer alimentos para Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) Quilombola, ação do Governo Federal em parceria com os governos estaduais e municipais. Os alimentos produzidos por agricultores/as da família são doados para instituições que trabalham com pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional.

Participaram da visita, o gerente da Gerência Regional de Lajedo, José Geraldo Alves, o supervisor regional, Marcelo Gouveia, o agrônomo Manoel Pessoa, e os técnicos Carlos Henrique e Fabrício Leite. A visita às comunidades quilombolas e povos tradicionais em ações de ATER é uma atividade cotidiana das equipes do instituto em todas as regiões do estado.

Leia Mais

Sertão de Itaparica ganha um Comitê Territorial do Plano Safra

Iniciativa reúne representantes de bancos, institutos de pesquisa, universidades e outras entidades governamentais e privadas

Nesta terça-feira (5), foi realizada, no auditório do IF Sertão Campus Floresta, a reunião de instalação Comitê Territorial do Plano Safra do Sertão, uma iniciativa conjunta entre o Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), o Banco do Nordeste (BNB), o IF SERTÃO, e o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA). O grupo conduziu a mesa de debates, da qual participaram uma extensa lista de entidades comprometidas com o fortalecimento da agricultura familiar na região do Sertão de Itaparica.

A diversidade dos participantes reflete a amplitude do compromisso com o desenvolvimento regional. O diretor de Extensão Rural do IPA, Francisco Dantas, e o gerente regional do IPA de Serra Talhada, Fernando Nogueira, marcaram presença na mesa de discussões.

Eles trouxeram uma perspectiva valiosa para as estratégias de desenvolvimento regional, ressaltando a importância da extensão rural na implementação de práticas inovadoras.

Fernando Nogueira ressaltou a importância do comitê territorial ao afirmar que “ele traz para a região a possibilidade de discutir a cadeia produtiva de cada localidade, cada uma com características distintas. Embora compartilhem similaridades, o manejo próprio e a cultura do povo são fatores que diferenciam cada região”, destacou.

O evento também destacou a importância do direcionamento estratégico de recursos por parte dos bancos, como o Banco do Nordeste. O objetivo é aproveitar as potencialidades específicas de cada região do Sertão de Pernambuco, levando em consideração não apenas as características climáticas, mas também as particularidades culturais que tornam cada localidade única. As parcerias estabelecidas e as discussões realizadas durante o evento sinalizam um compromisso coletivo em impulsionar o desenvolvimento regional.

Entidades participantes do evento

Representantes do MDA e BNB, Secretaria de Desenvolvimento Agrário, Agricultura, Pecuária e Pesca do Governo do Estado de Pernambuco, IF SERTÃO- Campus Floresta, IPA (Instituto Agronômico de Pernambuco), Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável de Pernambuco, Rede Nacional de Colegiados Territoriais, MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), CONTAG (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura), MLST (Movimento de Libertação dos Sem Terra), Via Trabalho, Sindicatos dos Trabalhadores Rurais (STRs), ITERPE (Instituto de Terras e Reforma Agrária do Estado de Pernambuco), INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento), FETAPE (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco), MCP (Movimento Camponês Popular), CPT (Comissão Pastoral da Terra), ASA (Articulação no Semiárido Brasileiro), CONAQ (Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Quilombolas), UNICAFES (União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária), Quilombos de Pernambuco, Fórum de Economia Solidária, FETRAF (Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar).

Leia Mais

Diretoria de Extensão Rural do IPA participa da 2ª Conferência Municipal de Desenvolvimento Rural de Caruaru

No evento, o instituto foi representado pelo diretor Francisco Dantas

O diretor de Extensão Rural do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Francisco Dantas, esteve presente na 2ª Conferência Municipal de Desenvolvimento Rural de Caruaru, que teve como tema: “Novas Ruralidades: diálogos necessários para efetivação do desenvolvimento socioambiental sustentável e da soberania alimentar”. Durante o evento, foram debatidos quatro eixos temáticos: Acesso à Água, Infraestrutura Rural, Assistência Técnica e Extensão Rural e Políticas Públicas voltadas para agricultura familiar.

Após a solenidade de abertura, o plenário foi subdividido nestes quatro eixos temáticos. Os participantes debateram, por cerca de uma hora, e no final elegeram diversas propostas direcionadas à área rural do município. Em seguida, as propostas foram encaminhadas para plenária, onde foram discutidas e aprovadas.

Participaram dos debates representantes da sociedade civil, Associações, Câmara dos Vereadores, Universidade Estadual de Pernambuco (UPE), Instituto Federal de Pernambuco – Campus Caruaru, além de membros do poder executivo municipal, estadual e representantes do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

Na mesa de abertura dos trabalhos, o prefeito de Caruaru, Rodrigo Pinheiro, o diretor de Extensão do IPA, Francisco Dantas, o secretário de Desenvolvimento Rural, Marcos Júnior, o secretário estadual Executivo da Agricultura Familiar, Bruno França, o dirigente do MST em Pernambuco, Jaime Amorim, a reitora do IFPE Caruaru, Elaine Rocha, o coordenador do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) em Pernambuco, Caetano De Carli, o gerente da regional do IPA/Caruaru, Leirson Bezerra, entre outras autoridades e representantes de instituições.

Leia Mais

Programa de Aquisição de Alimentos beneficia mais de 600 pessoas em Caruaru

O IPA fez o lançamento do PAA no município nesta quarta-feira. O evento contou com a participação de agricultores/produtores, entidades beneficiadas e autoridades locais

Caruaru sediou, na última quarta-feira (21), o evento de lançamento do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) para a região. O PAA é uma ação do Governo Federal, em parceria com os governos municipais e estaduais. O diretor de Extensão do IPA, Francisco Dantas, e extensionista do instituto e coordenador do PAA, Isaque Nascimento, recepcionaram agricultores/fornecedores dos alimentos aquiridos pelo programa, representantes das entidades beneficiadas e autoridades locais.

Na Gerência Regional do IPA/Caruaru, 11 municípios participam do PAA. São 56 entidades atendidas, beneficiando diretamente 17.274 pessoas e 132 agricultores/fornecedores cadastrados. No município de Caruaru, 644 pessoas foram beneficiadas, oito instituições atendidas e 20 agricultores/fornecedores.

O PAA tem a finalidade de levar alimentos frescos e de boa qualidade para pessoas que vivem em situação de insegurança alimentar e nutricional. Em Pernambuco, o programa foi iniciado em meados de dezembro do ano passado. Segundo Isaque Nascimento, o estado já comprou e doou 116.814 quilos de produtos agropecuários.

 Aos agricultores e criadores da agricultura familiar foram pagos R$ 740.225,00. Já foram adquiridos 78 tipos de produtos da agricultura familiar: olerícolas, frutas, feijão, milho, carnes, bolos e raízes e tubérculos

Desde o início do programa, 41 municípios pernambucanos foram contemplados com o PAA.  A proposta do IPA é de, até março, chegar a 87 cidades de todas as regiões do estado.

PAA Caruaru

Em Caruaru, a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) foi uma das entidades beneficiadas. “Sabemos da importância da alimentação na primeira infância, na fase adulta, na adolescência e no envelhecimento. E nós, que fazemos um trabalho voltado para pessoa com deficiência, é uma ação dessa é de extrema importância porque a maioria dos nossos usuários, que fazem acompanhamento e tratamento conosco, vivem em situação de insegurança alimentar. Então, só temos gratidão ao IPA por esta iniciativa”, disse Venessa, coordenadora da APAE/Caruaru.

Daniele, da Casa dos Pobres São Francisco de Assis, também destacou a importância da doação dos alimentos do PAA para a instituição. “Para nós é uma imensa alegria receber os gêneros alimentícios do PAA. Não apenas para garantir a alimentação dos idosos assistidos pela nossa instituição, como também porque fortalece a agricultura familiar”, observou.

No lançamento do programa em Caruaru, fizeram parte da composição mesa: Francisco Dantas e Isaque Nascimento; João Herculino, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caruaru; Dayse Santos Silva, secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Caruaru; Marcos Júnior, secretário de Desenvolvimento Rural de Caruaru; Genycleison, presidente da Associação dos Pequenos Agricultores de Murici e Adjacências; Cristiane, representante da Casa dos Pobres São Francisco de Assis; Ana Lúcia, representante da entidade Irmãs Werbuga; Evandro, representante do CMAS; Priscila, representante do CONSEA e Leonardo, representante do IPA/Caruaru.

Leia Mais

Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é lançado em São Bento do Una

O evento contou com a presença da equipe de técnicos do IPA, autoridades locais e agricultores/fornecedores do programa

O município de São Bento do Una, no Agreste pernambucano, recebeu, nesta segunda-feira (19), a equipe do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), que fez, na cidade, o lançamento do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Os produtos, comprados de 26 agricultores/fornecedores, foram entregues a três entidades cadastradas no programa, beneficiando diretamente 2.330 pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional.

A Região do Agreste, cuja gerência é Lajedo, cadastrou sete, entre os 87 municípios cadastrados para participar do PAA estadual. Foram incluídas 24 entidades, beneficiando 6.909 pessoas. Ao todo, 98 agricultores/fornecedores foram cadastrados pelo programa. O PAA é uma iniciativa do Governo Federal, em parceria com os governos estaduais e municipais.

Na solenidade de lançamento do PAA em São Bento do Una, estavam presentes o diretor de Extensão Rural do IPA, Francisco Dantas, e vários técnicos do instituto. Também participaram do evento Mosh Dayan, representando a deputada estadual Débora Almeida, vereadores, representantes de entidades beneficiadas como a Cozinha Comunitária, Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), Secretaria municipal de Agricultura, e aproximadamente 15 agricultores familiares/fornecedores do programa.

Leia Mais

Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) chega a outros municípios pernambucanos

Nesta quarta-feira, a equipe do IPA lançou o programa em Araripina, Granito, Moreilândia e Santa Cruz

O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) segue com o cronograma de lançamento do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), beneficiando agricultores familiares de todas as regiões do estado. Nesta quarta-feira (7), o programa chegou aos municípios de Araripina, Granito, Moreilândia, Ouricuri e Santa Cruz, beneficiando diretamente 11.752 pessoas, 1.075 agricultores/fornecedores e 29 entidades.

Durante esta semana, o programa também foi lançado em dois municípios da Gerência Regional do IPA/Petrolina: Afrânio, beneficiando 400 pessoas, 11 agricultores/as e uma instituição; e Dormentes, atendendo 120 pessoas, sete agricultores/produtores e uma entidade.

No estado, até o momento, o Programa de Aquisição de Alimentos, por meio do trabalho realizado pelos extensionistas das gerências regionais e técnicos dos escritórios locais do IPA, foram adquiridas 74,4 toneladas de alimentos e R$ 503 mil foram destinados a compra de produtos agropecuários da agricultura familiar.

O PAA é uma iniciativa do Governo Federal, em parceria com o Governo do Estado, tendo como objetivo incentivar a agricultura familiar e promover o acesso à alimentação. Os produtos adquiridos pelo programa aos agricultores/as são destinados a entidades sociais, que cuidam de pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional. A ação também beneficia as redes pública e filantrópica de ensino.

Leia Mais

Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) chega ao município de Chã de Alegria

O lançamento contou com a presença de representantes do IPA, autoridades locais e agricultores/as da família

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) foi lançado, nesta quarta-feira (31), no município de Chã de Alegria. O evento contou com a presença da equipe do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), autoridades locais e agricultores/as da família, beneficiados pelo programa. O PAA é uma iniciativa do Governo Federal, com execução do Governo do Estado.

O objetivo do PAA é incentivar a agricultura familiar, comprando os alimentos diretamente dos agricultores/fornecedores e repassando às instituições que atendem pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional. O IPA coordena a ação e a proposta, até o final de fevereiro, é chegar a 87 municípios. Em Chã de Alegria, o programa irá beneficiar agricultores da família, entidades sociais e escolas.

Estiveram presentes no evento de lançamento, o diretor de Extensão Rural do IPA, Francisco Dantas, o prefeito de Chá de Alegria, Tarcisio Massena, o vice Marcos da Roça, os vereadores Lita Massena, Irmão Jorge, Juka de Bajuca, Neco do Bar e Brunno Ribeiro; os secretários municipais Andrelly Massena (Assistência Social), Rosário Pinheiro (Saúde), Diogo Vilela (Agricultura) e Marinaldo Massena (Governo). E, ainda, o gerente regional do IPA/Carpina, Djalma Brito, o supervisor regional, Bruno Borba, o extensionista e coordenador do PAA, Isaque Nascimento, e o técnico do escritório local, Edaylson César.

Leia Mais

IPA agrega ações de ATER ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)

Durante o processo, os agricultores/as recebem orientação sobre produção e outros cuidados para melhorar a qualidade dos alimentos aquiridos pelo programa

Um grupo de 19 famílias, cadastradas no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), do município Santa Cruz da Baixa Verde, localizado no Sertão do Pajeú, está participando de um processo diferenciado de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) do IPA. O trabalho consiste em repassar orientações sobre a qualidade dos produtos a serem adquiridos pelo programa e agendamento de visitas as propriedades.

A cidade de Santa Cruz da Baixa Verde, que é ligada à Gerência Regional do IPA de Serra Talhada, foi escolhida para iniciar essa experiência, que tem à frente o extensionista Gerlúcio Moura Bezerra de Sousa, com acompanhamento do supervisor regional de Extensão Rural Tito Antônio Ferraz Jota.

Na referida ação, de forma programada, durante o processo produtivo das famílias, são cumpridas as seguintes etapas:  cadastramento, orientações técnicas, com utilização de metodologias participativas, e avaliação. Após a inclusão das famílias no processo, foi realizada uma reunião com o grupo, para apresentação das normas do programa.

De acordo com Tito Antônio Ferraz Jota, as visitas já foram realizadas, possibilitando a identificação das atividades produtivas desenvolvidas e a verificação da questão temporal quanto à oferta de cada produto nos próximos meses.

Foi visto, ainda, o início do processo de orientação técnica, com a identificação das práticas agropecuárias já utilizadas e recomendações sobre os cuidados necessários nos processos de colheita, embalagem e transporte da produção a qual se destinará a escolas, creches, abrigos de idosos e cozinha comunitárias da rede sócio assistencial do município.

“O diferencial desse deste processo é trabalhar com as famílias toda a cadeia produtiva, ou seja, da produção a comercialização e implantar um processo de avaliação capaz de identificar as melhorias que o mesmo possa gerar na vida social e produtiva e assim, mudar também nosso olhar e forma de atuação junto as demais famílias as quais atendemos”, explicou Tito.

Segundo ele, a próxima fase será a aplicação do instrumento Diagnóstico Socioeconômico e Ambiental que possibilitará a identificação das práticas de produção utilizadas atualmente, organização social, as condições de moradia, móveis, máquinas, equipamentos, utensílios domésticos, saneamento, destinos dos resíduos sólidos entre outros, permitindo direcionar e priorizar o foco da assistência técnica aos aspectos identificados.

“A ação está programada para ser realizada durante dois anos com as referidas famílias, sendo aplicado o mesmo instrumento de diagnóstico no término desse prazo, de forma a identificar o que e em que setor as famílias evoluíram e assim, guiar nosso trabalho de ATER, melhorando a eficiência do mesmo não apenas nos processos produtivos, mas, também nas questões socioambientais”, explicou o supervisor.

Leia Mais

Com o apoio do IPA, agricultores e agricultoras de Chã de Grande concluem curso sobre Iniciação a Criação de Aves de Postura

O curso foi realizado pela Associação de Pequenos Produtores da Comunidade de Palmeiras

Agricultores e agricultores do Sítio Palmeiras, em Chã Grande, concluíram o curso de Iniciação a Criação de Aves de Postura, promovido pela Associação de Pequenos Produtores da Comunidade de Palmeiras, em Chã Grande, com o apoio do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA). O curso foi dividido em vários módulos, sendo último realizado nesta segunda-feira (29), com um intercâmbio na comunidade de Pau Santo, em Caruaru.

Na localidade, os agricultores/as tiveram a oportunidade de conhecer o abatedouro da Rede Produtiva de Agricultores da Agricultura Familiar de Caruaru, onde se tem a criação e é feito o abate e a comercialização das aves.

 “A Rede recebeu, por meio de várias parcerias, a implantação de uma agroindústria de abate de aves, que atualmente, absorve a produção dos associados ligados à rede e tem parceria com outros municípios, atuando, por enquanto, apenas com o mercado institucional (PAA e PNAE)”, explicou Gilberto Braga, extensionista do Escritório Municipal do IPA, em Chã Grande.

Gilberto destacou, ainda, que todo o trabalho para implantação do projeto foi acompanhado pelos extensionistas da Gerência Regional do IPA/Caruaru (Dilza Albuquerque e José Carlos), “que e continuam participando deste case de sucesso”, disse. Para realização do curso Iniciação a Criação de Aves de Postura, o IPA contou com a parceira da Prefeitura de Chã Grande e a participação efetiva da Associação de Pequenos Produtores da Comunidade de Palmeiras.

Leia Mais