Como a alimentação dos peixes afeta minha piscicultura é tema da live “Fala Extensionista!”

Nesta quinta-feira (16), teremos mais uma live “Fala Extensionista!”. Dessa vez, o engenheiro agrônomo, Gustavo Jonnas, extensionista rural do IPA em Floresta, receberá o engenheiro de pesca, Ivo Mendonça, para falar “Como a forma de alimentação dos peixes afeta minha piscicultura”. O Instituto Agronômico de Pernambuco – IPA e o Grupo de estudos, sistematização e metodologia em agroecologia – GEMA promovem o evento online, no Instagram do IPA (@ipa.pe), às 16 horas.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

IPA realiza excursão a unidades de piscicultura e produtores rurais de Petrolândia

Nesta última quinta-feira, dia 05, o Instituto Agronômico de Pernambuco, órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), realizou excursão até o Projeto de Irrigação Iço Mandante em Petrolândia, sertão do Estado, com estagiários do curso de Agronomia da UAST-UFRPE. Participaram da atividade, além dos estudantes, representantes da Associação de Piscicultores, Grupo do Papagaio e agricultores. Os extensionistas do Escritório Municipal de Petrolândia, Ivo Thadeu, Adriano Cruz e Francisco Manoel, também marcaram presença. O objetivo foi conhecer e discutir sobre a cultura da pesca e agricultura na região.

O evento teve início às 8h da manha com os piscicultores, juntamente com o engenheiro de pesca Ivo Thadeu, realizando um resgate histórico da atividade numa roda de diálogo, discutindo os principais aspectos do manejo, comercialização, divisão do trabalho e gargalos da atividade de piscicultura, como também a importância da atividade na vida de cada um deles e do IPA, entre outros parceiros, que viabilizam o conhecimento técnico – tornando possível a atividade. A referida associação movimenta cerca de 400 mil reais a cada ciclo produtivo de sete meses.

Na área agrícola e culturas temporárias, também levantadas no encontro, trabalhou-se com o grupo manejo de irrigação, apresentando máquinas e equipamentos que viabilizam o plantio direto da cebola e a prática da fertirrigação, além da identificação, combate e controle de pragas e doenças, com ênfase nos tripés ou piolho da cebola.

Já na Fruticultura, o grupo visitou áreas cultivadas com banana, mamão e maracujá, onde foi verificado, constatado e discutido os aspectos do combate e controle a algumas pragas e doenças e a polinização artificial do maracujá, prática de grande importância para a produção e produtividade da cultura, uma vez que se observa na região significativa redução do principal polinizador dessa cultura que é o besouro popularmente conhecido como Mangangá.

O grupo também foi a áreas de goiaba, verificando o ataque de nematoides. Lá, a equipe do IPA está programando a coleta de solo para contagem e identificação do nematoide, visando estabelecer estratégias de combates com eficácia, beneficiando a produção. A Gerência Regional de Serra Talhada marcou presença no dia de campo.

Fonte: Núcleo de Comunicação do IPA

Leia Mais

Presidente do IPA entrega tanques de piscicultura em Assentamento de Petrolina

O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) entregou, na noite dessa terça-feira (19), sete tanques de piscicultura para famílias que residem no Assentamento João Rodrigues Primo, em Petrolina.

De acordo com o presidente do IPA, Odacy Amorim, a iniciativa permitirá aos moradores da localidade o fortalecimento da renda familiar por meio da criação de diversos peixes. “O IPA seguirá ao lado do homem e da mulher do campo, trabalhando e priorizando os anseios da população, especialmente dos mais carentes”, ressaltou Odacy.

O IPA implementou também melhorias em aproximadamente 1,6 km de estradas que dão acesso a comunidade, o que garantirá melhores condições no transporte para escoar a produção.

Para seu Osvaldo Mendes morador do assentamento, as obras entregues pelo Instituto Agronômico de Pernambuco vão oferecer qualidade vida para os assentados. “Minha família e todas as outras agradecem ao IPA por tudo que fizeram por nós. O IPA olha pra gente de forma diferente e nós só agradecemos”, ressaltou.

O João Rodrigues Primo possui um tamanho total de 90 hectares distribuídos para as 15 famílias residentes, tendo grande parte da sua área já irrigada.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais