Vendas da Agricultura de Pernambuco superam expectativas na I Fenafes, em Natal

Do queijo produzido em Afrânio ao destilado de umbu natural de Parnamirim, no penúltimo dia na I Feira Nordestina da Agricultura Familiar, em Natal,  os agricultores familiares já estavam satisfeitos pelas vendas dos produtos e pelo grande número de visitantes que receberam no estande durante o evento.

Pernambuco participa com mais os demais estados do Nordeste, e se destaca pelo número de agricultores e visitantes. Até este sábado (18), as vendas da delegação já tinham alcançado R$ 9.100, isso representa 37,5%, referente a dois dias de feira. A I FENAFES conta com 56 agricultores e 24 organizações sociais, associações, cooperativas e grupos formais, que lidam com os produtores rurais.

O Espaço Pernambuco destaca-se com os produtos da terra, que tem tradição da capital ao Sertão, como o queijo e a manteiga de garrafa de Afrânio, o inhame e a bata-doce produzidos nos quatro cantos do estado, o destilado de umbu de Parnamirim, o mel, as sementes crioulas e os licores de frutas de Mirandiba, o rico e detalhado bordado de Passira, as atraentes peças artesanais de barro da comunidade de Conceição das Crioulas, em Salgueiro, e as belíssimas peças de couro (chapéu, cinto, carteira) produzidas em Serrita, no Sertão Central.

Pernambuco marca presença com 1300 produtos variados, inserindo o artesanato, o bordado, fitoterápicos, as peças de couro de Serrita e as de barro do distrito de Conceição das Crioulas em Salgueiro, e 9.200kg de frutas com a inserção do queijo de Afrânio e as variadas frutas, verduras e hortaliças dos quatro cantos do estado.

O evento tem como objetivo fortalecer iniciativas de integração de políticas públicas em torno do Programa de Alimentos Saudáveis do Nordeste e promover o intercâmbio de políticas públicas entre governos e movimentos sociais, além de fortalecer o cooperativismo e oferecer formação, por meio de oficinas e cursos sobre acesso à terra, produção de alimentos saudáveis e agroecologia.

A feira também é considerada um espaço estratégico para reafirmação da identidade cultural da região, divulgação de saberes e sabores que marcam e caracterizam o povo nordestino, e conta com a cozinha “Sabores da Terra” e Festival Gastronômico, além de programação cultural com shows de artistas de destaque regional e nacional. 

Pelo resultado satisfatório mostrado durante o evento, o estado de Pernambuco, pode receber a II Feira Nordestina da Agricultura Familiar e Economia Solidária, a ser realizada nos próximos dois anos, que está indefinido entre Piauí e Pernambuco.

.A norte-americana Camy Condon visitou o espaço Pernambuco, e provou do destilado de umbu. “Impressionante o sabor, conheço alguns tipos de bebida brasileira, não conhecia a do umbu. Parabéns aos pernambucanos que só produzem maravilhas, certamente isso movimento a economia  local e fortalece a agricultura familiar”, ressaltou.

O agricultor Manoel Neto estava na feira com a sua própria produção, mel de abelha italiana, acompanhado de licor. “A feira me apresentou grandes e potenciais clientes, estou fazendo muitos contatos e isso certamente irá ter um pós-feira satisfatório, além disso também estou vendendo bastante”, ressaltou, o agricultor de Dormentes, no Sertão de Pernambuco.

Leia Mais

Mais de 250 famílias recebem doação de alimentos do PAA em Quipapá

Mais de 250 famílias, atendidas pelo CRAS e Coordenadoria da Mulher, recebem doação de alimentos do PAA – Programa de Aquisição de Alimentos, em Quipapá. O programa é executado pelo Instituto Agronômico de Pernambuco – IPA, em parceria com a Prefeitura de Quipapá.

“A Extensão Rural, através do PAA, está fazendo um trabalho colaborativo com a comunidade, garantindo renda aos agricultores cadastrados e segurança alimentar às famílias beneficiárias”, frisa Murilo Loureiro Neto, extensionista do Escritório Local, de Quipapá, ligado à Gerência de Lajedo.

Os alimentos adquiridos, pelo IPA, dos agricultores cadastrados no programa são distribuídos às famílias carentes do município, que são atendidas pelo Centro de Referência em Assistência Social e a Coordenadoria da Mulher. Os principais alimentos são: macaxeira, inhame, batata, banana, banana da terra, laranja e espigas de milho.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

PAA destina mais de R$ 300 mil para segurança alimentar em Floresta

Cerca de 300 mil reais serão destinados ao combate à fome e fortalecimento da segurança alimentar no município de Floresta. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (05), pelo presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco, Kaio Maniçoba, durante evento que reuniu secretários municipais, vereadores, lideranças, gestores e extensionistas do IPA, estudantes e agricultores familiares contemplados com a nova meta do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A vice-prefeita de Floresta, Bia Numeriano, representou a prefeita Rorró Maniçoba.

O PAA possibilita a compra de alimentos produzidos por agricultores familiares, que são destinados a pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional. Em Floresta, o programa faz parte das ações de assistência social e garantia de direitos, voltados a segurança alimentar e nutricional.

“Temos orgulho de fazer parte deste momento marcante para Floresta. Estamos trazendo para nossa cidade o maior Programa de Aquisição de Alimentos de sua história. A partir de agora, Floresta terá 300 mil reais do PAA, beneficiando mais de 60 famílias”, explica Kaio Maniçoba.

Para a agricultora Alvani Barros de Oliveira, que representa os agricultores da Fazenda Jardim, o PAA trouxe mais oportunidades. “Desde que foi iniciado o PAA aqui em Floresta, o programa nos ajudou muito e agora com este aumento vai alcançar outras famílias agricultores e entidades sociais. O IPA sempre foi um parceiro e essa gestão tem feito a diferença para melhor”, afirma a agricultora.

Também presente no evento, a vice-prefeita Bia Numeriano ressaltou a importância do PAA na melhoria de vida de quem planta, colhe e vende, e também de quem recebe. “Somos testemunhas do bem que o PAA vem fazendo para o nosso município. Hoje a gente agradece ao presidente do IPA por mais essa ação, pela atenção com Floresta e pela sensibilidade que vem garantindo a melhoria de vida da nossa população florestana.”

Números – Os produtos adquiridos pelo Programa de Aquisição de Alimentos precisam ser exclusivamente de origem familiar, visando garantir renda à produção do agricultor familiar. Em Floresta, a nova proposta do PAA prevê a aquisição de 137,5 toneladas de alimentos oriundos da agricultura familiar.

Na proposta anterior foram adquiridas pouco mais de 50 toneladas de alimentos, movimentado um valor de cerca de 114 mil reais. Na nova proposta esse valor foi aumentado para 300 mil reais. “Com o incremento no valor do PAA destinado ao município de Floresta, nós aumentamos a quantidade de famílias agricultoras atendidas pelo programa, que agora somam 63, quando na proposta passada eram apenas 21 famílias. Muitas pessoas demonstravam interesse em participar do PAA, mas isso só foi possível nessa nova proposta”, explica Gustavo Jonnas, Extensionista Rural do IPA em Floresta.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Instituições de Tamandaré recebem 2 toneladas de alimentos do PAA

O escritório do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), de Tamandaré, entregou mais de 2 toneladas de alimentos, dentro das ações do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), oriundos da agricultura familiar para três instituições do município. São elas: Unidade Mista de Saúde José Múcio Monteiro, Escola Ação Comunitária, e Creche Padre Enzo

Foram entregues abóbora, alface, banana, cará, cebolinha, coco, coentro, graviola, limão, macaxeira, e polpa de frutas. A ação é operacionalizada pelo IPA e realizada em parceria com a Prefeitura, através da Secretaria de Agricultura, que disponibiliza o transporte e pessoal de apoio logístico. As entregas foram realizadas em julho.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

PAA beneficia agricultores familiares em Itaíba

O escritório do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), em Itaíba, adquiriu nesta quinta-feira (29), 600 quilos de alimentos, entre milho verde, banana, limão, laranja, graviola e feijão de corda. Os agricultores fornecedores são de vários comunidades na zona rural do município.

Ao todo, em Itaíba são 35 agricultores cadastrados no Programa de Aquisição de Alimentos. Três entidades recebem os produtos, como a Unidade Mista, Peti e Cras. O PAA possui duas finalidades básicas: promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar.

Para o alcance desses dois objetivos, o programa compra alimentos produzidos pela agricultura familiar, com dispensa de licitação, e os destina às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional e àquelas atendidas pela rede socioassistencial, pelos equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional e pela rede pública e filantrópica de ensino. Em Pernambuco, o programa é coordenado pelo Instituto Agronômico.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

PAA adquire e entrega 4.417 quilos de alimentos em Cabrobó

Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), realizou mais uma aquisição e doação simultânea do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), na terça-feira (06), em Cabrobó, município ligado à Gerência Regional de salgueiro. Foram 4.417 quilos adquiridos de quatro agricultores fornecedores e distribuídos entre três entidades beneficentes.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

PAA destina 904 quilos de alimentos para entidades de Sertânia

O escritório local do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), em Sertânia, ligado à Gerência Regional de Arcoverde, realizou na terça-feira (11) mais uma compra através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Ao todo, foram 904 quilos de produtos hortifruti, adquiridos de 14 agricultores(as) fornecedores com distribuição simultânea para duas entidades: hospital e dispensário de idosos.

Fonte: Núcleo de Comunicação do IPA

Leia Mais

PAA beneficia 300 famílias em São Bendito do Sul

O escritório do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), em São Benedito do Sul, adquiriu três mil quilos de alimentos, entre inhame, batata doce, macaxeira, banana comprida, laranja, banana pacovan e coentro. Os agricultores fornecedores são dos sítios: Pedra Lisa, Boa Fé, Mumbuca, são Jorge, Cocal.

“Serão beneficiadas 300 famílias que se encontram em vulnerabilidade alimentar e insegurança nutricional”, destaca o extensionista Carlos Henrique. A ação foi realizada em parceria com as Secretarias Municipais de Ação Social e a Secretaria de Educação.

Fonte: Núcleo de Comunicação do IPA

Leia Mais