IPA realiza entrega de sementes de milho e sorgo forrageiro em Santa Maria da Boa vista e Cabrobó

O PRESIDENTE DO INSTITUTO AGRONÔMICO DE PERNAMBUCO (IPA), KAIO MANIÇOBA, REALIZOU NA MANHÃ DESTA QUINTA-FEIRA (18), O LANÇAMENTO DA ENTREGA DE SEMENTES DE MILHO E SORGO FORRAGEIRO EM SANTA MARIA DA BOA VISTA E CABROBÓ, NO SERTÃO DO SÃO FRANCISCO. A SEMENTE É DO PROGRAMA CAMPO NOVO, QUE É GERENCIADO PELO IPA EM PARCERIA COM A SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO DO ESTADO.

Além do presidente do IPA, participaram da cerimônia de lançamento o secretário de Desenvolvimento Agrário Claudiano Martins, a deputada estadual Roberta Arraes, o secretário executivo de Agricultura Familiar Humberto Arraes, o prefeito de Santa Maria da Boa Vista, George Duarte, o gerente regional do IPA em Petrolina João Batista de Carvalho e o supervisor Carlos Possídio, além de vereadores, lideranças políticas e agricultores.

Em Santa Maria foram entregues cerca de 11 toneladas, sendo 2.660Kg de sorgo e 8.360Kg de milho, destinados a mais de 800 famílias de agricultores. As sementes são destinadas às associações rurais, e em seguida repassadas aos agricultores familiares. A prioridade inicialmente é para os agricultores familiares inscritos no Programa Garantia Safra.

Esta é a primeira vez que o município de Santa Maria da Boa Vista recebe o lançamento do Programa Campo Novo no Sertão do São Francisco. “Essa decisão de fazer o lançamento em Santa Maria ocorreu devido a densidade territorial do município. Os agricultores estão animados nesse período de chuvas, e isso também deixa todos felizes”, avaliou o presidente do Instituto Agronômico.

Kaio Maniçoba anunciou os outros programas que serão implementados em Santa Maria, a exemplo do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). “Isso nos deixa animados para trabalhar ainda mais por Pernambuco e por Santa Maria”, garantiu.

Além de Santa Maria, também ocorreu a entrega de sementes de milho e sorgo em Cabrobó. No município foram entregues 5.290Kg de milho e 600Kg de sorgo, destinados a 1300 famílias de agricultores. Kaio Maniçoba também anunciou o Programa de Aquisição de Alimentos em Cabrobó, que deve ser beneficiado nessa nova fase do programa.

Maniçoba dá continuidade à entrega de sementes no Sertão Itaparica, nesta sexta-feira (19), é a vez dos agricultores de Floresta e Itacuruba receberem os grãos de milho e sorgo. Em Floresta são 3.350 Kg de sorgo e 8.630Kg de milho direcionados aos agricultores do município.

A distribuição foi iniciada pelo Sertão do Araripe, onde a estação chuvosa já está começando. Os agricultores receberam cerca de 148 toneladas de sementes, entre milho e sorgo. As sementes distribuídas têm potencial para proporcionar uma colheita de aproximadamente 35 mil toneladas de milho e de 744 mil toneladas de forragem (sorgo forrageiro) para alimentação animal.

A quantidade de massa verde colhida a partir do sorgo é suficiente para alimentar mais de 200 mil vacas em lactação, por um período de seis meses, reforçando a produção da bacia leiteira do Araripe. Criado em 2019, o Programa Campo Novo tem como foco a entrega das sementes exatamente no início da quadra chuvosa, permitindo o plantio durante esse período no Semiárido do Estado.

Logo após o Araripe, 88 toneladas de sementes serão distribuídas no Sertão do São Francisco. Na sequência, o Sertão de Itaparica receberá 39,2 toneladas; o Sertão Central terá 46,6 toneladas; o Sertão do Pajeú receberá 125,2 toneladas; e o Sertão do Moxotó contará com 36,5 toneladas, sempre englobando milho e sorgo.

Fonte: Comunicação do IPA

Leia Mais

IPA em Serra Talhada distribui sementes para Sertão do Pajeú e Itaparica

A Gerência Regional em Serra Talhada do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) iniciou a entrega de sementes para os municípios do Sertão do Pajeú e Sertão de Itaparica.

A Gere mobilizou o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) dos municípios e os técnicos dos escritórios locais de Itacuruba, Tacaratu, Petrolândia e Floresta. As orientações são no sentido de discutir a estratégia com os parceiros membros dos conselhos para a entrega de sementes de sorgo forrageiro e milho do Programa Campo Novo.

Foram repassadas as normas do programa, orientado priorizar as famílias inscritas no Programa Garantia Safra e a logística de distribuição e prestação de contas. As sementes selecionadas e que serão utilizadas, possuem entre outras qualidades, maior poder de germinação, vigor e ciclo mais curto o que diminui bastante os riscos e melhor aproveita o ciclos das chuvas no sertão que é mais curto em relação às outras regiões.

Na ocasião foi divulgado o lançamento simbólico do Programa Campo Novo, que será realizado na próxima sexta-feira (19), em Floresta e Itacuruba, com a presença do presidente do IPA Kaio Maniçoba e do secretário de Desenvolvimento Agrário Claudiano Martins.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

IPA entrega sementes de milho e sorgo em Parnamirim

A Gerência Regional do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), em Salgueiro realizou na terça-feira (9), a entrega de sementes de milho e sorgo do Programa Campo Novo para agricultores de Parnamirim.

Seguindo o protocolo do distanciamento social, marcaram presença o gerente regional do IPA Adalmi de Góes, o extensionista do IPA, Joaquim Lucas e o supervisor Francisco Sávio. Além do prefeito de Parnamirim, Nininho Carvalho, o vice-prefeito Rennê Alencar e o secretário de agricultura Geraldo Lustosa.

Ao todo, entre milho e sorgo forrageiro foram 6.200 kg de grãos destinados ao município, sendo 400kg de sorgo BRS Ponta Negra e 5.800kg de milho Gurutuba. A distribuição teve início pelo Sertão do Araripe, onde a estação chuvosa já está começando. Na região, os agricultores receberam cerca de 148 toneladas de sementes, entre milho e sorgo.

As sementes distribuídas têm potencial para proporcionar uma colheita de aproximadamente 35 mil toneladas de milho e de 744 mil toneladas de forragem (sorgo forrageiro) para alimentação animal. A quantidade de massa verde colhida a partir do sorgo é suficiente para alimentar mais de 200 mil vacas em lactação, por um período de seis meses, reforçando a produção da bacia leiteira do Araripe.

Criado em 2019, o Programa Campo Novo tem como foco a entrega das sementes exatamente no início da quadra chuvosa, permitindo o plantio durante esse período no Semiárido do Estado. Logo após o Araripe, 88 toneladas de sementes serão distribuídas no Sertão do São Francisco.

Na sequência, o Sertão de Itaparica receberá 39,2 toneladas; o Sertão Central terá 46,6 toneladas; o Sertão do Pajeú receberá 125,2 toneladas; e o Sertão do Moxotó contará com 36,5 toneladas, sempre englobando milho e sorgo.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Gere de Salgueiro realiza distribuição de sementes

A Gerência Regional do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), de Salgueiro está realizando a distribuição de sementes de sorgo e milho no Sertão. Já foram entregues nos municípios de Verdejante 3.560 kg dos grãos, em Cedro 5.860 quilos, Cabrobó irá receber 5.690 kg, e Belém de São Francisco 4.070 kg de sementes entre milho e sorgo. Ao todo nos municípios da Gere de Salgueiro serão 63.440 quilos distribuídos.

Em todo estado, serão distribuídas cerca de 500 toneladas de sementes, sendo 361,2 toneladas de milho e pouco mais de 122,7 toneladas de sorgo forrageiro. A aquisição do produto contou com um investimento de R$ 2,37 milhões e vai beneficiar cerca de 51 mil agricultores familiares sertanejos.

O sorgo forrageiro é da variedade BRS Ponta Negra, o milho é hibrido e gurutuba. Ainda serão entregues em Carnaubeira da Penha, Mirandiba, Parmamirim, Salgueiro, São José do Belmonte, Serrita e Terra Nova. Essa distribuição visa ajudar aos agricultores do nosso município, incentivando a agricultura familiar, e garantindo alimento na mesa das famílias.

As sementes distribuídas têm potencial para proporcionar uma colheita de aproximadamente 35 mil toneladas de milho e de 744 mil toneladas de forragem (sorgo forrageiro) para alimentação animal. A quantidade de massa verde colhida a partir do sorgo é suficiente para alimentar mais de 200 mil vacas em lactação, por um período de seis meses, reforçando a produção da bacia leiteira do Araripe.

Criado em 2019, o Programa Campo Novo tem como foco a entrega das sementes exatamente no início da quadra chuvosa, permitindo o plantio durante esse período no semiárido do estado. Após o Araripe, 88 toneladas de sementes serão distribuídas no Sertão do São Francisco. Na sequência, o Sertão de Itaparica receberá 39,2 toneladas; o Sertão Central terá 46,6 toneladas; o Sertão do Pajeú receberá 125,2 toneladas; e o Sertão do Moxotó contará com 36,5 toneladas, sempre englobando milho e sorgo.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Moreilândia recebe sementes de milho e sorgo do Programa Campo Novo

A Gerência Regional do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), de Araripina, entregou sementes de milho e sorgo na terça-feira (26), em Moreilândia, no Sertão de Pernambuco. Foram 2.400 kg de sementes de sorgo e 3.840 kg de milho. São sementes do Programa Campo Novo do Governo do Estado de Pernambuco, gerenciado pela Secretaria de Desenvolvimento Agrário e pelo IPA.

A entrega foi realizada simbolicamente, obedecendo todos os critérios e cuidados para evitar o contágio da covid-19. Participaram do encontro a deputada estadual Roberta Arraes, o prefeito de Mareilandia Teto Teixeira, o técnico do IPA Geraldo Galvão, representante do Governo Maurílio Sampaio, além de representante da secretaria de Agricultura, e do Conselho Municipal.

A distribuição foi iniciada pelo Sertão do Araripe, onde a estação chuvosa já está começando. Na região, os agricultores receberão cerca de 148 toneladas de sementes, entre milho e sorgo.

As sementes distribuídas têm potencial para proporcionar uma colheita de aproximadamente 35 mil toneladas de milho e de 744 mil toneladas de forragem (sorgo forrageiro) para alimentação animal.

A quantidade de massa verde colhida a partir do sorgo é suficiente para alimentar mais de 200 mil vacas em lactação, por um período de seis meses, reforçando a produção da bacia leiteira do Araripe.

Criado em 2019, o Programa Campo Novo tem como foco a entrega das sementes exatamente no início da quadra chuvosa, permitindo o plantio durante esse período no Semiárido do Estado.

Logo após o Araripe, 88 toneladas de sementes serão distribuídas no Sertão do São Francisco. Na sequência, o Sertão de Itaparica receberá 39,2 toneladas; o Sertão Central terá 46,6 toneladas; o Sertão do Pajeú receberá 125,2 toneladas; e o Sertão do Moxotó contará com 36,5 toneladas, sempre englobando milho e sorgo.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

IPA entrega sementes de milho e sorgo em Santa Cruz

A Gerência Regional do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), entregou na terça-feira (26), em Santa Cruz, no Sertão de Pernambuco, 1.140 kg de sementes de sorgo e 10.240 kg de milho. A entrega foi realizada simbolicamente, obedecendo todos os critérios e cuidados para evitar o contágio da covid-19.

Participaram da entrega de cinco agricultores, o técnico do IPA Luiz Antonio Constantino, o secretário de Agricultura do município, Fabrício Guimarães, o presidente do Conselho Municipal e representante da Câmara de Vereadores.

A distribuição foi iniciada pelo Sertão do Araripe, onde a estação chuvosa já está começando. Naquela região, os agricultores receberão cerca de 148 toneladas de sementes, entre milho e sorgo.

As sementes distribuídas têm potencial para proporcionar uma colheita de aproximadamente 35 mil toneladas de milho e de 744 mil toneladas de forragem (sorgo forrageiro) para alimentação animal.

A quantidade de massa verde colhida a partir do sorgo é suficiente para alimentar mais de 200 mil vacas em lactação, por um período de seis meses, reforçando a produção da bacia leiteira do Araripe.

Criado em 2019, o Programa Campo Novo tem como foco a entrega das sementes exatamente no início da quadra chuvosa, permitindo o plantio durante esse período no Semiárido do Estado.

Logo após o Araripe, 88 toneladas de sementes serão distribuídas no Sertão do São Francisco. Na sequência, o Sertão de Itaparica receberá 39,2 toneladas; o Sertão Central terá 46,6 toneladas; o Sertão do Pajeú receberá 125,2 toneladas; e o Sertão do Moxotó contará com 36,5 toneladas, sempre englobando milho e sorgo.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

IPA realiza entrega simbólica de sementes em Bodocó

A Gerência Regional do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), em Araripina, realizou em Bodocó no Sertão do Estado, a entrega simbólica de sementes do Programa Campo Novo.

Para o município foram destinados 10.380 kg de sementes de sorgo e 12.540 kg de milho. Participaram do evento, o prefeito do município, Maurílio Sampaio e o supervisor da Gerencia Regional do IPA Araripina, Luiz Matias.

Atendendo aos protocolos sanitários para evitar aglomeração, e obedecendo ao distanciamento social, estiveram presentes o presidente do CMDRS de Bodocó, o secretário municipal de agricultura, presidente do Sindicato de Trabalhadores Rurais e presidentes de associações e o representante da Câmara de Vereadores do Município.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Sementes do Programa Campo Novo contempla agricultores de Exu

Com a exigência de todos os cuidados sanitários por causa da pandemia do coronavírus, a cerimônia de entrega na sexta-feira (22),de sementes do Programa Campo Novo em Exu foi simples. Participaram a gerente do IPA, Marlene Resenda, o prefeito de Exu, Raimundinho Saraiva e os agricultores familiares do município.

Ainda contou a presença do representante do governo do estado, Maurílio Sampaio, do vice-prefeito Tiquinho do PT, do secretário de Agricultura Cícero Vieira, do presidente CDME Vilmar Lermen, e representantes do Sindicato Zé Tavares e Val Honório, alem de várias outras lideranças da região.

A semente de milho soma 7.680 kg de sorgo forrageiro são 8.860 milho kg, tudo vai ser repassado aos representantes das Associações para fazerem a entrega aos agricultores. A distribuição iniciou pelo Sertão do Araripe, onde a estação chuvosa já está começando. Na região, os agricultores receberão cerca de 148 toneladas de sementes, entre milho e sorgo.

As sementes distribuídas têm potencial para proporcionar uma colheita de aproximadamente 35 mil toneladas de milho e de 744 mil toneladas de forragem (sorgo forrageiro) para alimentação animal. A quantidade de massa verde colhida a partir do sorgo é suficiente para alimentar mais de 200 mil vacas em lactação, por um período de seis meses, reforçando a produção da bacia leiteira do Araripe.

Criado em 2019, o Programa Campo Novo tem como foco a entrega das sementes exatamente no início da quadra chuvosa, permitindo o plantio durante esse período no Semiárido do Estado. Logo após o Araripe, 88 toneladas de sementes serão distribuídas no Sertão do São Francisco.

Na sequência, o Sertão de Itaparica receberá 39,2 toneladas; o Sertão Central terá 46,6 toneladas; o Sertão do Pajeú receberá 125,2 toneladas; e o Sertão do Moxotó contará com 36,5 toneladas, sempre englobando milho e sorgo.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

IPA participa de cerimônia de entrega de sementes em Ouricuri

A Gerência Regional do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), em Araripina participou na sexta-feira (22), na cidade de Ouricuri, da entrega de sementes do Programa Campo Novo, safra 2020/2021. O encontro foi realizado mediante todos os cuidados para evitar aglomeração e atender aos protocolos do governo do estado e das autoridades de saúde.

Participaram, a gerente do IPA Marlene Resende, o prefeito de Ouricuri, Ricardo Ramos, além de representante do Conselho Municipal Jane Holanda e Antônio de Rosa, o deputado Antônio Fernando, agricultores da região e o secretário de Agricultura, Ideval José. Ouricuri recebeu 7.370 Kg de sorgo forrageiro e 18.340 quilos de milho, que já devem ser distribuído essa semana aos agricultores do município.

A distribuição iniciou pelo Sertão do Araripe, onde a estação chuvosa já está começando. Na região, os agricultores receberão cerca de 148 toneladas de sementes, entre milho e sorgo. As sementes distribuídas têm potencial para proporcionar uma colheita de aproximadamente 35 mil toneladas de milho e de 744 mil toneladas de forragem (sorgo forrageiro) para alimentação animal.

A quantidade de massa verde colhida a partir do sorgo é suficiente para alimentar mais de 200 mil vacas em lactação, por um período de seis meses, reforçando a produção da bacia leiteira do Araripe. Criado em 2019, o Programa Campo Novo tem como foco a entrega das sementes exatamente no início da quadra chuvosa, permitindo o plantio durante esse período no Semiárido do Estado.

Logo após o Araripe, 88 toneladas de sementes serão distribuídas no Sertão do São Francisco. Na sequência, o Sertão de Itaparica receberá 39,2 toneladas; o Sertão Central terá 46,6 toneladas; o Sertão do Pajeú receberá 125,2 toneladas; e o Sertão do Moxotó contará com 36,5 toneladas, sempre englobando milho e sorgo.

Fonte: Núcleo de Comunicação

Leia Mais

Agricultores familiares começam a colher sorgo plantado com sementes do Programa Campo Novo

OS PRODUTORES RURAIS LIGADOS À AGRICULTURA FAMILIAR, NO AGRESTE DE PERNAMBUCO, COMEÇARAM A PRODUÇÃO DE SILAGEM DE SORGO PARA OS ANIMAIS, CUJAS SEMENTES FORAM DISTRIBUÍDAS NOS MESES DE JUNHO E JULHO DO ANO PELO INSTITUTO AGRONÔMICO DE PERNAMBUCO (IPA), ÓRGÃO VINCULADO À SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO (SDA), POR MEIO DO PROGRAMA CAMPO NOVO DE DISTRIBUIÇÃO DE SEMENTES.

NA ZONA RURAL DE SÃO CAETANO, POR EXEMPLO, CERCA DE 150 FAMÍLIAS RECEBERAM AS SEMENTES. O AGRICULTOR ISRAEL PEDRO DE OLIVEIRA ESTÁ FELIZ, PORQUE A PRODUÇÃO SAIU CONFORME O PLANEJAMENTO. “PARA MIM FOI BOM. RENDEU BASTANTE”, AFIRMOU. O EXTENSIONISTA DO IPA IVANILDO GUERRA DESTACOU QUE O SORGO TEM GRANDE VANTAGEM EM COMPARAÇÃO COM O MILHO, PORQUE É MAIS RESISTENTE À SECA E TEM UM NÍVEL DE PRODUTIVIDADE MAIOR. “NÓS TEMOS EXPERIÊNCIA ONDE O SORGO PLANTADO JUNTO COM O MILHO RENDEU TRÊS VEZES MAIS”, RESSALTOU O EXTENSIONISTA.

O CICLO NORMAL DO SORGO SEGUE ATÉ 120 DIAS, MAS ASSIM COMO SUA ÉPOCA DE PLANTIO, VARIA DEPENDENDO DO CULTIVAR E DO LOCAL ONDE É PLANTADO. O FORRAGEIRO TEM PORTE ALTO, MUITAS FOLHAS, PANÍCULAS ABERTAS, COM POUCAS SEMENTES E ELEVADA PRODUÇÃO DE FORRAGEM. É MUITO USADO PARA PRODUÇÃO DE SILAGEM. O SORGO PARA CORTE E PASTEJO TEM FOLHAS ABUNDANTES. É UTILIZADO COMO FORRAGEM FRESCA, PARA CORTE VERDE OU PASTEJO DIRETO DO GADO.

O SORGO PODE SER PLANTADO NO SISTEMA CONVENCIONAL OU NO SISTEMA DE PLANTIO DIRETO. NO PREPARO DE SOLO CONVENCIONAL, UTILIZA-SE UMA ARAÇÃO E DUAS GRADAGENS, SENDO UMA FEITA LOGO APÓS A ARAÇÃO COM O OBJETIVO DE REDUZIR OS TORRÕES E A SEGUNDA COM O OBJETIVO DE NIVELAR A ÁREA PARA POSTERIOR SEMEADURA.

O SORGO PRODUZ SILAGEM BEM PRÓXIMA À DO MILHO. EMBORA TENHA MAIOR TEOR DE FIBRA, OS GRÃOS PROPORCIONAM MENOR TEMPO DE DIGESTÃO. SUA SILAGEM SUSTENTA BEM ANIMAIS COM POTENCIAL PRODUTIVO DE ATÉ 18 LITROS DE LEITE/DIA. A VANTAGEM DO SORGO EM RELAÇÃO AO MILHO É QUE A PLANTA É MAIS TOLERANTE A VERANICOS – PERÍODOS DE ESTIAGEM, ACOMPANHADO POR CALOR INTENSO, FORTE INSOLAÇÃO E BAIXA UMIDADE RELATIVA EM PLENA ESTAÇÃO CHUVOSA OU EM PLENO INVERNO.

CAMPO NOVO – O PROGRAMA CAMPO NOVO DISTRIBUIU ESTE ANO 810 TONELADAS DE SEMENTES EM TODO O ESTADO, ENTRE SEMENTES DE MILHO, FEIJÃO E SORGO FORRAGEIRO, COM UM INVESTIMENTO TOTAL DE R$ 4,40 MILHÕES. DO TOTAL DISTRIBUÍDO, 460 TONELADAS FORAM DESTINADAS AOS AGRICULTORES FAMILIARES DO SERTÃO PERNAMBUCANO, ENTRE OS MESES DE JANEIRO E MARÇO, E 350 TONELADAS AOS MUNICÍPIOS DO AGRESTE E ZONA DA MATA, ENTRE OS MESES DE ABRIL E MAIO.

Fonte: Núcleo de Comunicação do IPA

Leia Mais