IPA promove seminário sobre produção leiteira no Semiárido

O evento foi realizado na Estação Experimental do IPA de Arcoverde e contou com a participação de pesquisadores do instituto e da Embrapa

Produção Leiteira no Semiárido – Inovações e Tecnologias. Esse foi o tema do seminário realizado pelo Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), na Estação Experimental da empresa, em Arcoverde. No evento, pesquisadores da Empresa Brasileira de Agropecuária (Embrapa) e do IPA levaram para produtores de leite e pecuaristas da região informações sobre gado holandês e girolando, sorgo, milheto e palma forrageira.

Durante o seminário, além do aprendizado com as palestras temáticas, os agricultores também receberam orientações sobre melhoramento genético do gado girolando. O pesquisador Marcos Vinicius Barbosa, da Embrapa Leite e coordenador de Melhoramento Genético do Girolando no país, e Edvaldo Ferreira, representante da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, irão permanecer mais dois dias na Estação Experimental de Arcoverde, para avaliar e fazer um direcionamento técnico da seleção do girolando 5\8, raça que está sendo aprimorada pelo IPA.

Nas palestras sobre o Melhoramento, Manejo e Uso da Palma Forrageira para Produção do Leite e a Importância do Sorgo e do Milheto como suporte Forrageiro no Semiárido, os pesquisadores do IPA Djalma Cordeiro dos Santos e José Nildo Tabosa, esclareceram dúvidas sobre os tipos de palma, milheto e sogro, mostrando para os agricultores as variedades desenvolvidas pela empresa mais indicadas para a região do Semiárido.

Ao falar para os participantes, o diretor presidente do IPA, Joaquim Neto, afirmou que o papel do IPA é melhorar a vida do agricultor. “Temos aqui a pesquisa e a extensão. Não adianta um pesquisador pesquisar, produzir artigos científicos, se não for lá para o campo e melhorar a vida do agricultor. Essa é a nossa missão”, assegurou.

Para o produtor rural e criador de girolando no município de Belo Jardim, Antônio Valença de Araújo, o seminário foi bastante esclarecedor. “Sou criador de gado girolando desde o início do ano 2000, sempre comprando reprodutores do IPA e desenvolvendo essa raça e agora, com o seminário, adquiri novas informações”, destacou.

José Tenório, produtor de leite na região do município de Pedra, ressaltou o impulso que o IPA está ganhando na gestão da governadora Raquel Lyra e do diretor presidente do instituto, Joaquim Neto. “O IPA estava sucateado. Pensamos até que iria fechar. Doutor Joaquim é gestor, foi da casa e vem mostrando que ainda iremos colher bons frutos”, disse. Ele complementou, ainda, que o seminário tirou dúvidas relevantes para produtores da região. “Essas palestras foram importantes para a gente escolher qual a forrageira que se adequa ao nosso potencial de chuva”, observou.

Já Rosilene Alves, produtora de leite e pecuarista em Pedra, destacou o papel do IPA na assistência para o melhoramento genético do gado, principalmente para os pequenos produtores. Ela também pontou a necessidade dos próprios agricultores de procurarem o aprendizado. “A cada dia, o IPA se renova e busca melhorias para os produtores. Agora, os produtores precisam buscar mais essas informações”, observou.

Do IPA participaram do evento, o diretor presidente Joaquim Neto, o diretor de Pesquisa e Desenvolvimento, Henrique Castelletti, e o diretor de Extensão Rural, Francisco Dantas; o assessor da governadora Raquel Lyra, Popó Vaz, o presidente do Sindileite/PE, Alex Costa, o prefeito de Buíque, Arquimedes Valença, e, ainda, secretários municipais de agricultura, criadores e produtores rurais de diversas regiões de Pernambuco. O seminário foi realizado na última terça-feira (27).

Leia Mais

A volta da cultura do algodão em Pernambuco

Embrapa e IPA iniciam pesquisas com cultivares nas estações experimentais do instituto em várias regiões do estado

Uma pesquisa do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e a Embrapa Algodão poderá trazer de volta ao estado o status conquistado na década de 70, quando Pernambuco figurava como um grande produtor de algodão no país. Por meio de um convênio de cooperação técnica, o IPA e a Embrapa iniciaram o plantio experimental de cultivares do algodão (branco e colorido), com o objetivo de pesquisar e avaliar o comportamento das cultivares nas diferentes regiões do estado. E também identificar as áreas mais propícias para o cultivo, tendo como referência a produtividade e os custos envolvidos.

Na última segunda-feira (5), os pesquisadores implantaram a primeira Unidade de Referência Tecnológica (URT) na estação experimental do IPA, no Sertão do Araripe, em uma área de aproximadamente dois mil metros quadrados. Outras unidades serão instaladas nas estações de Serra Talhada, no final deste mês, e mais uma em Caruaru, na primeira quinzena de abril.

De acordo com o diretor presidente do IPA, Joaquim Neto, o contrato de cooperação técnica com a Embrapa foi firmado no segundo semestre de 2023.  “Agora, demos o primeiro passo para retomar a produção do algodão em Pernambuco. Uma ação que poderá influenciar na melhoria da oferta de matéria prima para o setor têxtil e criar mais uma alternativa de renda para os agricultores familiares”, destacou o gestor.

 O Polo de Confecções do Agreste, um dos maiores do país, movimenta em torno de R$ 5 bilhões na economia do estado. (Fonte NTCPE). A retomada do plantio de algodão poderá impulsionar a produção de matéria prima (fios, tecidos, etc) para o setor, otimizando custos logísticos como frete e impostos.

“A volta da cultura passa necessariamente pela adoção de práticas e tecnologias modernas e sustentáveis de cultivo que favoreçam melhores índices de rentabilidade. Ação que pode gerar um impacto significativo nas esferas social e econômica para os agricultores familiares do estado”, afirmou Jaime Cavalcanti, pesquisador da área de melhoramento genético de algodoeiro da Embrapa Algodão.

Para Jaime Cavalcanti, as áreas mais propícias são as de tipografia mais planas, que possibilitam a mecanização do cultivo, sobretudo a colheita. O ciclo de colheita do algodoeiro ocorre uma vez por ano, que pode ser cultivado em sistema de rotação de culturas, como por exemplo: o milho, a mandioca e o milheto, contribuindo para ampliar a estabilidade da produção. 

Leia Mais

Parceria Estratégica entre IPA e Embrapa para beneficiar os produtores do Semiárido

A proposta é ampliar o cultivo de Cajueiro Anão de alta produtividade

O Diretor-presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Joaquim Neto, e um grupo de pesquisadores se reuniram nessa segunda (11) com o Chefe Geral da Embrapa Agroindústria Tropical, Gustavo Saavedra. O encontro teve como objetivo consolidar um promissor convênio de cooperação técnica entre as instituições, visando o desenvolvimento e implementação de novas tecnologias para o cultivo do cajueiro anão nas regiões semiáridas de Pernambuco.

Durante a reunião, foram discutidos os detalhes do acordo, que busca unir esforços e conhecimentos para impulsionar a produção de caju no estado. A parceria estratégica entre o IPA e a Embrapa tem como foco principal a pesquisa e aplicação de tecnologias inovadoras que permitam o melhor aproveitamento das condições climáticas do semiárido pernambucano.

O cajueiro anão, uma variedade que se adapta bem a climas mais secos, torna-se peça-chave nesse projeto de desenvolvimento. O objetivo é, não apenas aumentar a produtividade, mas também promover a sustentabilidade ambiental e a segurança alimentar nas comunidades que dependem da agricultura como meio de subsistência.

Joaquim Neto ressaltou a importância da parceria, afirmando: “Estamos firmando diversas parcerias com a Embrapa, a exemplo do algodão, amendoim, alho, e agora, o cajueiro anão, culturas que fazem parte da tradição regional e que podem dinamizar a cadeia produtiva local, especialmente da agricultura familiar”, disse Joaquim Neto. 

O diretor de pesquisa do IPA, Henrique Castelletti, destacou a transferência de tecnologia como elemento-chave: “A gente transfere essa tecnologia da Embrapa, que já está estabelecida e bem trabalhada, para os produtores do sertão e, com isso, eles aumentam a sua produção e rentabilidade.” A previsão é que, em 2024, essas parcerias já comecem a render muito frutos. Em 2023, a experiência na produção de semente de arroz da Embrapa em Pernambuco foi sucesso.

Leia Mais

IPA avança no projeto de expansão do plantio do algodão agroecológico em Pernambuco

O assunto foi tema de uma reunião, nesta quarta-feira, com representes do Ministério do Desenvolvimento Agrário Agricultura Familiar (MDA) e Embrapa Algodão, na sede do instituto

Em reunião com representantes do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA) e Embrapa Algodão, nesta quarta-feira (29), o diretor-presidente do IPA, Joaquim Neto, voltou a tratar da implementação do projeto para o plantio do algodão agroecológico no estado. O tema foi discutido com base na proposta que vem sendo trabalhada para expansão a produção de uma cultura importante para geração de renda das famílias agricultoras.

Além do projeto do algodão, também foi discutida a parceria do IPA com o ministério, a exemplo da liberação de uma verba de R$ 500 mil de custeio para assistência técnica de 250 famílias, que trabalham com projetos voltados para agroecologia. O trabalho será realizado nos municípios de Sertânia, na Região do Moxotó, e Itapetim, São José do Egito, Serra Talhada, Tuparetama e Custódia, no Sertão do Pajeú.

Marenilson Batista, diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural da Secretaria da Agricultura Familiar e Agroecologia do MDA, destacou a parceria com o IPA na execução das atividades realizadas pela empresa, a exemplo da liberação da verba de custeio.

“E estamos continuando nossa conversa com o IPA sobre o projeto do algodão agroecológico, para que possamos, juntamente com a Embrapa Algodão, o Ministério do Desenvolvimento Agrário, o Consórcio Nordeste (Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste), expandir mais áreas de produção do algodão agroecológico em Pernambuco”, frisou Marenilson.

O diretor-presidente do IPA, Joaquim Neto, lembrou que a empresa já assinou um convênio com a Embrapa, tanto na área de produção de sementes, como para a implantação dos campos de algodão agroecológico no estado.

“A partir de agora, vamos começar a tratar do plantio das estações de Araripina, Serra Talhada e de Caruaru para produção de sementes, e também, dos campos com os agricultores. Produzir algodão agroecológico não é uma atividade simples. É uma atividade que precisa de assistência técnica, de muito acompanhamento e é isso que o ministério, a Embrapa e o IPA vão fazer no estado de Pernambuco”, afirmou o gestor. Também participaram da reunião o coordenador do MDA em Pernambuco, Caetano De Carli, José Jaime Vasconcelos, da Embrapa Algodão, o diretor de Extensão Rural do IPA, Francisco Dantas e o gerente de Assistência Técnica e Extensão Rural do instituto, Maviael Fonseca.

Leia Mais

Equipe do IPA participa de treinamento sobre sistema de gerenciamento de dados

A reunião contou com a presença do presidente da empresa, Joaquim Neto

Em mais uma iniciativa para aperfeiçoar as atividades realizadas pelo IPA no estado, o nosso presidente Joaquim Neto reuniu, nesta segunda-feira (6), a equipe de diretores, pesquisadores, extensionistas e gerentes dos escritórios regionais para apresentar o Sistema de Gerenciamento de Ater (Sigater).

A plataforma, que já é utilizada com sucesso Rondônia e Minas Gerais, foi idealizada para gerar e agilizar o acesso às informações sobre a agricultura familiar. O sistema tem sido exemplo de modernização nas atividades de assistência técnica e extensão rural (Ater) e será implantado no IPA, conforme destacou Joaquim Neto, para formatar o banco de dados da empresa.

“Tem gente que não se preocupa com a tecnologia, mas aqui somos obrigados a usar a tecnologia. Ou a gente usa a tecnologia a nosso favor ou no próximo ano vou chegar aqui e não vou ter como apresentar os resultados da nossa empresa”, disse Joaquim à equipe ao falar da importância da implantação do sistema pelo IPA.

Além de conhecer todos os detalhes do sistema, os funcionários tiraram dúvidas para aprofundar o conhecimento em um dia enriquecedor de trabalho. A apresentação da plataforma foi feita pelo diretor de Tecnologia da Sigma, Rodrigo Abreu Oliveira.

“Já fizemos a capacitação em vários estados (Rondônia, Amazonas, Roraima, Amapá e Espírito Santo). As empresas de Ater ainda não contam com essa tecnologia de ponta. Então, essa plataforma para pesquisa e assistência rural são muito importantes”, ressaltou Rodrigo.

Leia Mais

Pesquisadores do IPA conhecem novas tecnologias na produção de hortaliças

Beneficiar produtores pernambucanos, especialmente os da agricultura familiar, é o principal objetivo dos diretores e pesquisadores do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), que participam de uma visita técnica, promovida pela Embrapa, nos Estados Unidos. Na missão, os pesquisadores estão tendo a oportunidade de conhecer de perto as mais recentes tecnologias aplicadas em campos e fazendas americanos, onde são cultivadas uma grande variedade de hortaliças.

 “É isso que faz a diferença na qualidade dos produtos. E é isso que temos que levar para os nossos agricultores. Essa é a missão do IPA”, destacou o presidente do IPA, Joaquim Neto. “Levar novas tecnologias de plantios, de produção de mudas para o nosso agricultor, é muito importante. Isso vai refletir em uma produção de qualidade e retorno financeiro para ele em suas produções”, acrescentou.

As equipes também visitaram um packing house (instalação onde a fruta é recebida e processada antes da distribuição para o mercado) de beneficiamento de cebola doce. Segundo o diretor do Departamento de Pesquisa do IPA, Henrique Castelletti, a espécie é a mais famosa dos Estados Unidos e recebe um selo da região de Vidalia.

No segundo dia da visita, que segue até a próxima sexta-feira (13), a equipe de pesquisadores brasileiros esteve no Condado de Tiff, no estado da Geórgia, conhecido pela produção e variedade de hortaliças cultivadas no local, a exemplo da pimenta, beringela e pimentão.

Na missão de intercâmbio de experiência com profissionais americanos, acompanham o presidente Joaquim Neto, os pesquisadores Jonas Araújo Candeia, Júlio Mesquita, Edinardo Ferraz e Henrique Castelletti.

Leia Mais

Aconteceu no IPA – 11 a 17 de setembro

11 de setembro – Controle Interno do IPA se reúne com diretoria para discutir Carta de Serviços 

Na última segunda-feira (11), o Controle Interno do IPA se reuniu com os diretores de Pesquisa, Extensão, Infraestrutura Hídrica e Administração e Finanças, além da Ouvidoria, para discutir a Carta de Serviços do IPA.

Esse encontro serviu para orientar os diretores do Instituto na produção de cartas objetivas e eficazes para seus respectivos departamentos, a fim de atualizar a Carta de Serviços do IPA no sistema do Governo do Estado, que não recebe atualizações desde o ano de 2018.

11 de setembro 

O IPA promoveu, em Petrolina, treinamento e atualização profissional aos seus profissionais na área de sementes das unidades do IPA (UBS Petrolina e Ibimirim)

Todos os anos o IPA realiza, de forma gratuita, a distribuição de sementes aos agricultores rurais em todo o Estado. Este ano, a distribuição, realizada dentro da janela do plantio, garantiu uma produção de milho de altíssimo desempenho em Pernambuco.

13 de setembro 

Na última quarta (13), o presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco-IPA, Joaquim Neto, e parte do núcleo gestor da empresa, foram à Serra Talhada para realizar diversas ações na região. 

Na Estação Experimental do IPA local, o grupo se reuniu com 17 dos seus  cooperados  na produção de sementes de cebola e debateu o Registro Nacional de Sementes e Mudas (Renasem) sem o qual nenhum produtor poderá comercializar sua produção.

Também na Estação, uma equipe de veterinários e zootecnistas do IPA deu início ao processo de seleção e registro dos animais que compõem  o banco genético da raça Guzerá IPA,  iniciado na década  de 70 e respeitado pelo seu porte, produtividade e longevidade. Já junto aos engenheiros de pesca da empresa, foi apresentado o projeto para a  retomada da atividade de aquicultura na fazenda, que já foi modelo no país.  

A agenda foi concluída com uma reunião  na Gerência Regional da Extensão  Rural em Serra Talhada, onde o grupo se reuniu com a equipe para alinhar ações,  escutar dos técnicos as demandas locais e apresentar  algumas iniciativas já em andamento que vão beneficiar os produtores rurais da região.

13 de setembro 

Na última quarta-feira(13), a equipe do IPA participou de reunião destinada a propor soluções de adequação ambientais aos pescadores, e atividades de aquicultura aos moradores próximos à barragem de Tapacurá.

A reunião contou com a presença do Gerente Regional IPA de Carpina, Djalma Brito, dos Supervisores Bruno Borba e Francisco Canindé, do Engenheiro de Pesca do IPA Maviael Fonseca, do agente de extensão rural, José Dionisio, dos extensionistas Wlisses Cavalcanti e Lucia Gomes, e representantes da CPRH, UFPE, Sec Agricultura do município e STR.

13 de setembro – IPA no lançamento Programa Nacional de Agricultura Urbana e Periurbana em Brasília

O governo brasileiro instituiu na última quarta-feira (13), o Programa Nacional de Agricultura Urbana e Periurbana com a publicação do Decreto 11.700/2023 no Diário Oficial da União.

O IPA, através do PNUMA, participa do comitê diretivo e consultivo, que além de contribuir com o decreto, foi responsável pela produção do documento intitulado “Agendas municipais de agricultura urbana e periurbana: um guia para inserir a agricultura nos processos de planejamento urbano.”, informa Ana Paula Silva, gerente do Departamento de Educação e Metodologia de Extensão Rural, e representante do IPA no referido comitê.

13 de setembro 

Na última quarta-feira (13), visitaram a Estação Experimental IPA de Sertânia, juntamente com técnicos da Embrapa Caprinos e Ovinos, representados pela Chefe Geral, Ana Clara Rodrigues, um grupo de produtores africanos em intercâmbio, para conhecer experiências exitosas na criação de caprinos e ovinos no semiárido brasileiro na rota de aprendizagem internacional. Estavam presentes produtores de Botsuana, Lesoto e Zâmbia.

Na oportunidade, foi apresentado o Programa de Melhoramento Genético de Caprinos Leiteiros CAPRAGENE, as raças nativas e especializadas, os sistemas de produção, e a importância do IPA como gerador de tecnologias em sementes, forragicultura e assistência ao produtor rural.

13 de setembro

O IPA marcou presença com seu stand 13⁰ Torneio Leiteiro de Vacas e Cabras da Exposanto em Pedra-PE.  O torneio aconteceu entre os dias 13 e 17 de setembro com diversos stands, shows, desfiles, concursos no Parque de Exposições Napoleão Tenório Vaz. 

14 de setembro – IPA participa do Fórum da Agricultura Familiar, Reforma Agrária e Desenvolvimento Rural de Vitória de Santo Antão 

No dia 14 de setembro foi realizado o Fórum de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar no município de Vitória de Santo Antão. 

O Fórum contou com diversas lideranças políticas, como representantes do Ministério do Desenvolvimento Agrário, do IPA, INCRA, FETAPE, FETAE, o deputado estadual Doriel Barros e representantes dos movimentos sociais e assentados dos Engenhos, principalmente o Engenho São Francisco em Vitória. Representou o IPA o nosso Diretor de Extensão Rural e Assistência Técnica, Francisco Dantas.

Dentre os debates e encaminhamentos, ficou acertado uma agenda para o mutirão do CAF, realizado pelo IPA e lançamento do programa safra para 2023/24 através do MDA.

16 de setembro 

O presidente do IPA Joaquim Neto se reuniu com as equipes da Gerência Regional de Extensão de Palmares no último sábado (16) para debater as demandas da região e alinhar a participação do grupo no Programa ” Ouvir para Mudar” que está escutando os pernambucanos de todas as regiões do Estado para construir o Plano Plurianual do Estado- PPA 2024/2027.

Leia Mais

Produtores Africanos e técnicos da Embrapa visitam Estação Experimental IPA de Sertânia

Na última quarta-feira (13), visitaram a Estação Experimental de Sertânia, juntamente com técnicos da Embrapa Caprinos e Ovinos, representados pela Chefe Geral, Ana Clara Rodrigues, um grupo de produtores africanos em intercâmbio, para conhecer experiências exitosas na criação de caprinos e ovinos no semiárido brasileiro na rota de aprendizagem internacional. Estavam presentes produtores de Botsuana, Lesoto e Zâmbia.

O objetivo foi promover a cooperação Sul-Sul com países parceiros africanos, por meio da aprendizagem e da observação de iniciativas bem-sucedidas na criação, no cooperativismo e na agroindustrialização na cadeia produtiva de caprinos e ovinos, contribuindo assim para o desenvolvimento rural dos territórios onde atuam.

Na oportunidade, foi apresentado o Programa de Melhoramento Genético de Caprinos Leiteiros CAPRAGENE, as raças nativas e especializadas, os sistemas de produção, e a importância do IPA como gerador de tecnologias em sementes, forragicultura e assistência ao produtor rural.

Leia Mais

Aconteceu na Semana – 29 de julho a 04 de agosto

31 de julho 

Na segunda-feira (31), o presidente Joaquim Neto se reuniu com Warley Nascimento, presidente da Embrapa Hortaliças, de Brasília, e Patrícia Silva, coordenadora de Pesquisa da ANAPA (Associação Nacional dos Produtores de Alho). Também estiveram presentes o diretor de Pesquisa e Desenvolvimento Henrique Castelletti e o pesquisador Dr. Júlio Mesquita. 

Juntos, eles desenharam as possíveis parcerias entre IPA e Embrapa, e discutiram mais a fundo os caminhos que serão percorridos para revitalização da cultura do alho em Pernambuco.

01 de agosto a 04 de agosto – IPA marca presença no 10º Semiárido Show 

Uma das maiores feiras que acontecem em nosso Estado, o Semiárido Show, organizado pela EMBRAPA, começou na última terça-feira (01). A feira de inovação tecnológica voltada para a agricultura familiar do Semiárido brasileiro se encerrou na sexta  (04), em Petrolina. Neste ano, o evento teve como tema “Ciência e Tecnologia Promovendo o Desenvolvimento”. 

Na solenidade de abertura, que contou com a presença do Ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, o nosso presidente ressaltou, em sua fala, a necessidade da garantia de assistência técnica e acesso a equipamentos ao pequeno produtor para que ele obtenha maior êxito na sua produção. Falou também como é necessário o apoio das entidades presentes, do governo federal, do MDA e do próprio IPA em todo esse processo. 

O IPA esteve no evento com um belo estande cheio de informações importantes sobre nossos serviços prestados ao agricultor familiar pernambucano, ressaltando também, nossa trajetória de sucesso na promoção de inovações tecnológicas para a agricultura de Pernambuco.

Além da presença da nossa presidência, diretorias e do nosso estande, o IPA também se faz  presente com demonstrações de campo de variedades de palma forrageira, milheto, sorgo e capim pangolão para alimentação animal, em palestras e seminários ministrados por nossos pesquisadores e extensionistas. 

01 a 03 de agosto

Entre os dias 01 e 03 de agosto, ministramos no IPA o curso de SEI 2023. O curso foi realizado pela EGAPE (Escola de Governo de Administração Pública de Pernambuco). 

Estão previstas mais duas turmas para as próximas semanas. 

01 de agosto 

Nesta semana, a UFRPE concluiu um processo de seleção para mestrado e doutorado, para o Programa de Pós Graduação em Agronomia – Melhoramento de Plantas. O nosso pesquisador Antonio Felix concorreu como orientador com um candidato a mestrado (Julianderson da Silva Medeiros) e uma candidata a doutorado (Izabelle Cristine Barros). O resultado final divulgado indica a aprovação dos dois candidatos em primeiro lugar. Desejamos os sinceros parabéns aos pesquisadores e ao Dr. Félix.

01 de agosto

Na última terça-feira (01), Assistente Social e extensionista do IPA, Cátia Lira, participou da reunião do Conselho Consultivo do Curso de Bacharelado em Agroecologia da Universidade, no qual tem assento. 

Esta importante parceria vem se dando desde a discussão de formação do Curso, o que tem possibilitado aprendizados mútuos, na partilha de experiências agroecológicas.

01 de agosto – Equipe da Embrapa Hortaliças visita Estação Experimental IPA de Brejão

O chefe-geral da Embrapa Hortaliças, de Brasília, Warley Nascimento, esteve com sua equipe e com Patrícia Silva, coordenadora de Pesquisa da ANAPA (Associação Nacional dos Produtores de Alho), em visita à Estação Experimental do IPA de Brejão.

Acompanhados pelo diretor de Pesquisa e Desenvolvimento, Henrique Castelletti, pelo Dr. Júlio Mesquita e pelo Gerente da Estação, Felipe Carvalheira, eles visitaram o experimento desenvolvido na estação, que tem como objetivo avaliar o desempenho de cultivares de alho livre de vírus. Este experimento é fruto de uma parceria IPA e Embrapa. Nele estão sendo testadas 37 cultivares. O objetivo principal desse experimento é revitalizar a cultura do alho em Pernambuco, que foi se perdendo ao longo dos anos.

01 de agosto

Na última terça (01), ocorreu na sede do IPA, uma reunião de integração da equipe da Secretaria de Controladoria Geral do Estado (SCGE) com os membros do controle interno do IPA.

Com o intuito de buscar maior assertividade nas ações relacionadas ao controle interno do IPA, o coordenador do Núcleo de Controle Interno, Dênio Rezende, a Gerente de Compliance, Danusa Correia, e o membro da equipe do Controle Interno Gésio Lira, se encontraram com Ana Loyo, Bruno Batista e Kirlla Gomes, membros da SCGE.   

02 a 06 de agosto

No município de Afrânio, aconteceu, entre os dias 02 e 06 de agosto, a 5ª Expoleite. Nosso presidente, Joaquim Neto, junto à equipe do IPA, foi prestigiar o evento, uma das maiores feiras de exposições de animais da região.

O prefeito do município, Rafael Cavalcanti, recebeu os convidados na COOAFRA (Cooperativa de Produção Agropecuária de Afrânio) e fez questão de apresentá-los à população presente. Além de Joaquim, estavam presentes o diretor de Pesquisa, Dr. Henrique Castelletti, além dos pesquisadores Dr. Antônio Félix e Dr. Sebastião Guido, e o presidente da ABRAFRUTAS, Guilherme Coelho.

Leia Mais

Equipe da Embrapa Hortaliças visita Estações Experimentais IPA de Brejão e Belém do São Francisco

O chefe-geral da Embrapa Hortaliças, de Brasília, Warley Nascimento, esteve com sua equipe e com Patrícia Silva, coordenadora de Pesquisa da ANAPA (Associação Nacional dos Produtores de Alho), em visita as Estações Experimentais IPA de Brejão e Belém do São Francisco.

Acompanhados pelo diretor de Pesquisa e Desenvolvimento Henrique Castelletti, pelo Dr. Júlio Mesquita e pelo Gerente da Estação Felipe Carvalheira, eles visitaram um experimento desenvolvido na estação de Brejão, que tem como objetivo avaliar o desempenho de cultivares de alho livre de vírus. Este experimento é fruto de uma parceria IPA e Embrapa, nele estão sendo testadas 37 cultivares: 18 de ciclo precoce, 12 de ciclo médio e 7 de alho nobre, e visa aclimatar o cultivo de alho para essa região. No final do experimento, se poderá indicar quais cultivares serão recomendadas para plantio no nosso Estado, de acordo com as avaliações de características agronômicas de produtividade, qualidade e rusticidade.

O objetivo principal desse experimento desenvolvido em parceria com a Embrapa é revitalizar a cultura do alho em Pernambuco, que foi se perdendo ao longo dos anos.

Além disso, a comitiva da Embrapa visitou a Estação Experimental de Belém do São Francisco onde teve a oportunidade de conhecer os campos de produção de sementes genéticas e básicas das cultivares Franciscana IPA-10 e ValeOuro IPA-11 e BrisaVerão IPA 13.

É a pesquisa do IPA, construindo as parcerias necessárias para desenvolver o potencial agrícola do nosso Estado. 

Leia Mais
  • 1
  • 2